Guardiola: Castigar Bernardo Silva por racismo “seria um erro”

Bernardo Silva comparou uma fotografia de Benjamin Mendy, em criança, a uma imagem do boneco da Conguitos. Associação anti-racismo pede castigo para o português, Federação Inglesa está a investigar o caso.

,Manchester City FC
Foto
Jogador fez um hat-trick na última partida LUSA/PETER POWELL

O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, saiu em defesa do jogador português Bernardo Silva, depois de a Kick it Out, associação de combate ao racismo, ter pedido um castigo para o avançado dos “citizens.  

“Um dos melhores amigos dele é o Mendy. É como um irmão. Ele pegou numa fotografia do Benjamim quando era novo e comparou-a com o cartoon, bastante parecido com a imagem”, afirmou Pep Guardiola.

PÚBLICO -
Foto
Publicação feita por Bernardo Silva TWITTER

O treinador optou por desvalorizar o incidente, garantindo que os jogadores “estão sempre na brincadeira” e que a Federação Inglesa — que está a investigar o caso — terá toda a liberdade para clarificar a situação com o jogador. “Se algo [castigo] acontecer, será um erro porque o Bernardo Silva é uma pessoa excepcional. Não tem nada a ver com a cor da pele ou a nacionalidade”, concluiu Guardiola.

A polémica está relacionada com duas publicações feitas pelo internacional português Bernardo Silva, no passado domingo, na sua conta de Twitter: na primeira, o português colocou uma fotografia de infância do colega de equipa, o lateral-esquerdo Benjamin Mendy, comparando-o com o boneco dos chocolates espanhóis Conguitos.

Outra publicação mostra Benjamin Mendy a usar uma camisola de cor preta. Bernardo Silva brincou com a situação, dizendo que o colega de equipa estava nu. O francês reagiu com gargalhadas, mas a Kick it Out condenou as piadas do avançado do City, através de um comunicado difundido pelos órgãos de comunicação social britânicos. 

“Estamos extremamente desapontados pelo tweet publicado pelo Bernardo Silva que entretanto foi apagado. Estereótipos racistas nunca são aceitáveis como brincadeira e estamos chocados que alguém que é um modelo para milhões de pessoas não tenha entendido a natureza discriminatória da sua publicação”, afirma a associação em comunicado reproduzido pelo Guardian.

A associação revelou ainda ter notificado a Federação Inglesa. O órgão que regula o futebol inglês está a investigar o caso. Os castigos podem variar, consoante o veredicto: o jogador pode receber um aviso, uma coima, ou enfrentar uma suspensão de seis jogos, castigo mínimo para quem for culpado de cometer actos racistas durante as partidas.

A publicação com a fotografia de infância de Benjamin Mendy foi apagada menos de uma hora após a sua publicação. Em resposta aos comentários, Bernardo Silva foi de poucas palavras. “Já nem se pode brincar com um amigo hoje em dia”, finalizou.

O clube de Manchester aguarda pelo veredicto da Federação Inglesa sobre aquele que é um dos jogadores de destaque no plantel dos bicampeões ingleses