O Emmy foi para A Guerra dos Tronos mas ganharam as surpresas – e Fleabag

Houve prémios inesperados para Jodie Comer e Julia Garner, históricos para Billy Porter e sonegados a Julia Louis-Dreyfus. A cerimónia celebrou e despediu-se de algumas das séries mais populares, importantes ou difíceis do último ano. Veja a lista dos vencedores nas principais categorias.

Fotogaleria
Jodie Comer recebeu o Emmy de Melhor Actriz num Drama, e a sua surpresa simboliza os vários momentos inesperados da noite Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
Parte do elenco de "A Guerra dos Tronos" em palco Reuters/MIKE BLAKE
,iHeartRadio Music Awards
Fotogaleria
Phoebe Waller-Bridge EPA/NINA PROMMER
,71º Prêmio Primetime Emmy
Fotogaleria
Billy Porter Reuters/Monica Almeida
Julianne Hough
Fotogaleria
Jodie Comer LUSA/NINA PROMMER
Fotogaleria
Os vencedores de "Ozark" EPA/NINA PROMMER
Fotogaleria
Patricia Arquette EPA/NINA PROMMER
Fotogaleria
EPA/ETIENNE LAURENT
Fotogaleria
Bryan Cranston Reuters/MIKE BLAKE
,71º Prêmio Primetime Emmy
Fotogaleria
Peter Dinklage Reuters/Mike Blake

Já caiu o pano sobre os 71.ºs Emmys, que na madrugada desta segunda-feira coroaram mais uma vez A Guerra dos Tronos como Melhor Série Dramática  um dos únicos dois prémios da noite para o épico da HBO  e surpreenderam em quase todas as outras frentes de batalha. Fleabag é a comédia do ano e a sua criadora e protagonista Phoebe Waller-Bridge a estrela da noite, com três Emmys. Chernobyl recebeu três Emmys, entre os quais o de melhor série limitada, e Veep despediu-se de mãos vazias.