Opinião

Está tudo em aberto

“Sem democracia e sem a capacidade para perceber o outro, a disponibilidade para o outro”, não haverá um caminho que valha a pena percorrer, recorda Jorge Sampaio.

1. Há políticos que têm inúmeros defeitos, que cometem erros, que são polémicos, mas que são, na expressão feliz da língua inglesa, “bigger than life”. São raros. Fizeram mudar o curso da História. Vivem num Olimpo ao qual muito poucos têm acesso. Mário Soares está lá. Depois há os políticos que são homens normais, que procuram cumprir o seu destino da melhor forma possível, de acordo com as suas convicções, que conseguem mudar algumas coisas que são importantes para o interesse comum, que vivem as suas vidas de forma porventura mais coerente e menos polémica que os primeiros. Alguns conseguem fazer a diferença, a verdadeira diferença, graças à coerência, à coragem e, sobretudo, ao sentido de responsabilidade. Jorge Sampaio pertence sem sombra de dúvida a este pequeno grupo.