PDR e PSD têm partes do programa eleitoral exactamente iguais

O programa dos sociais-democratas foi tornado público antes do programa do partido liderado por Marinho e Pinto.

Marinho e Pinto, à direita, líder do PDR
Foto
Marinho e Pinto, à direita, líder do PDR LUSA/MIGUEL A. LOPES

Não são partes de textos parecidos. São parágrafos inteiros e medidas exactamente iguais que se repetem nos programas eleitorais do PSD e do Partido Democrático Republicano (PDR), presidido por Marinho Pinto, para as legislativas de 6 de Outubro. O programa do PSD foi apresentado antes do programa do PDR.

A primeira frase exactamente igual surge no 4.º capítulo do programa do PDR, relativo à justiça fiscal, e na página 31 do programa do PSD, no capítulo intitulado Mais e melhores oportunidades. É ela: “Melhorar as condições previstas no RFAI – Regime Fiscal Apoio ao Investimento.

Já na parte do programa do PDR relativo à Agricultura e Pescas e no capítulo do PSD referente à “Agricultura, Inovação e Sustentabilidade” não é apenas uma frase que surge repetida, mas uns bons pedaços de texto. Este, por exemplo: “Portugal é dos países da UE com a população agrícola mais envelhecida, com uma idade média de 65 anos, 55% com idade superior a esta média e apenas 4% com menos de 40 anos. Impõe-se, assim, uma política robusta de apoio aos jovens agricultores em geral e nos que iniciam a sua actividade em particular. A robustez desta nova política deverá ser acompanhada de uma maior exigência, a fim de reduzirem as taxas de insucesso.”

Ambos os partidos apresentam de seguida um conjunto de medidas nestas áreas. Sete delas são textualmente iguais e até aparecem com a mesma arrumação cronológica. Uma das propostas é esta: “Criar um regime diferenciado de apoio a projectos de primeira instalação na agricultura de cidadãos entre os 25 e os 45 anos que optem por residir de forma permanente nas zonas de muito baixa densidade e preencham os demais requisitos a respeito da viabilidade dos investimentos e das qualificações técnicas.”

Contactado pelo PÚBLICO, Marinho e Pinto disse desconhecer o facto de os programas terem parágrafos iguais. “Não conheço o programa do PSD. Às vezes, há convergências entre partidos. Desconheço. Não tenho essa informação.” O líder do PDR disse ainda não ter sido ele a escrever o programa eleitoral do seu partido. “Quem escreveu o programa foi o Bruno Fialho,” acrescentou.

Bruno Fialho recusa ter sido ele a escrever o programa. Diz ter sido o seu “concretizador” ou “compilador das ideias de várias pessoas”. Sobre a repetição de partes de texto no programa dos dois partidos, diz ficar “surpreendido”.

Após o PÚBLICO lhe citar uma das partes, que é exactamente igual nos dois programas, justifica serem “dados objectivos que podem ter sido tirados de algum lado. Diz mesmo já ter lido “no PÚBLICO várias notícias com dados como aqueles que também foram retirados de algum lado. “Os partidos podem ter ido buscar os dados ao mesmo lado”. “São dados objectivos, não são considerações. Sendo o PDR um partido do centro, é natural que tenha ideias à esquerda ou à direita”, acrescentou sem se referir concretamente à existência de uma proposta específica absolutamente idêntica.

Bruno Fialho aceitou recentemente ser cabeça de lista do PRD por Setúbal. É dirigente do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e foi o mediador apresentado pelos motoristas de matérias perigosas para as negociações com patrões e Governo

Já David Justino, coordenador do programa social-democrata, recusou fazer qualquer comentário. com Rita Marques Costa