UEFA abre processo disciplinar contra FC Porto por alegados cânticos racistas

Incidente terá ocorrido no momento em que jogador da equipa suíça se preparava para bater grande penalidade.

Foto
LUSA/JOSE COELHO

A UEFA abriu esta sexta-feira um processo disciplinar contra o FC Porto, por alegados cânticos racistas no decorrer do encontro de quinta-feira com o Young Boys, para a primeira jornada do grupo G da Liga Europa de futebol.

De acordo com a nota divulgada no site da UEFA, o Comité de Controlo, Ética e Disciplina da entidade máxima do futebol europeu vai analisar o potencial caso de racismo na próxima reunião do órgão, marcada para 26 de Setembro.

A investigação surge na sequência de alegados cânticos racistas proferidos por adeptos do FC Porto, no momento em que o camaronês Jean-Perre Nsamé, do Young Boys, se preparava para bater a grande penalidade que deu o empate (1-1) à formação suíça, aos 15 minutos.

O FC Porto acabou por vencer o encontro, por 2-1, com dois golos do avançado Tiquinho Soares.

Sugerir correcção