Câmara do Porto quer fomentar integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

A Câmara Municipal do Porto apresentou um projecto que visa a integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Várias iniciativas vão ser realizadas, nomeadamente programas de capacitação e recrutamento.

Foto
BLR bruno lisita

A Câmara Municipal do Porto (CMP) apresentou esta terça-feira o projecto (D) de Eficiência para a integração de profissionais com deficiência no mercado de trabalho. A Cidade das Profissões, gabinete responsável pela integração no mercado de trabalho e actualmente promovido pela CMP, funcionou como força motriz para juntar as instituições envolvidas: Instituto do Emprego e Formação Profissional, a Associação Empresarial de Portugal (AEP), a Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) e a Associação Salvador, explicou Catarina Sanahuja, gestora de projectos da delegação do Porto desta última associação. 

“Dinamismo”, “diversidade”, “diferença”, “direitos e deveres” e “(D)eficiência” são as palavras-chave. Todas caracterizam este projecto cujo objectivo é, por um lado, habilitar as pessoas com deficiência de ferramentas de empregabilidade com vista à entrada no mercado de trabalho;e, por outro, informar e sensibilizar as empresas quanto às mais-valias de recrutar pessoas com deficiência para as suas equipas.

Várias questões se levantam no que concerne a este tema. Por esse motivo, como adiantou a CMP em comunicado, estão planeadas várias iniciativas até ao dia (D) de Eficiência, a 3 de Dezembro, dia em que se comemora Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

No dia 16 de Outubro vai ocorrer na AEP uma conferência – A Diversidade no recrutamento – que pretende qualificar as equipas de recursos humanos das empresas da área metropolitana do Porto relativamente ao tema.

No mês seguinte, dia 6, realizam-se as RH Talks, sob o tema da “inclusão e a diversidade nas empresas” e em que organizações com a marca Entidade Empregadora Inclusiva vão “partilhar as suas experiências de integração e de desenvolvimento de carreiras de pessoas com deficiência e/ou incapacidade”; de 18 a 29 de Novembro há uma semana que, de acordo com a organização, “visa o desenvolvimento e a promoção de competências de empregabilidade de pessoas com deficiência e incapacidade, acompanhadas pela APCC e Associação Salvador”; e, por último, no dia 3 de Dezembro há um encontro entre as empresas e os candidatos ao emprego, com o objectivo de realizar entrevistas de emprego.

Texto editado por Ana Fernandes