Tinder produz a sua primeira série de televisão e é “apocalíptica”

Série foi filmada na Cidade do México no final de Agosto. Aplicação que promove encontros quer juntar-se à Airbnb ou Walmart na estratégia de desenvolvimento de conteúdos originais para aumentar ligação dos utilizadores com os serviços.

,Aplicativo de namoro online
Foto
Mike Blake/Reuters

A aplicação de encontros Tinder já terminou as filmagens da sua primeira série de televisão no âmbito da intenção do seu proprietário, o Match Group, de aprofundar a criação de conteúdos originais, disseram fontes próximas do projecto à Agência Reuters.

Fazer novos programas faz parte de uma estratégia mais alargada que será revelada no futuro próximo, disse uma porta-voz à Reuters sem querer dar mais detalhes sobre esses planos. A fonte familiarizada com a produção da nova série diz que esta é a primeira investida do Tinder na criação de uma plataforma online para conteúdos narrativos em vídeo.

A série, com vários episódios, centra-se numa história “apocalíptica” e inclui uma intriga secundária sobre uma relação — mas não está directamente ligada ao negócio-chave do Tinder enquanto app de encontros, disse a mesma fonte. Foi filmada na Cidade do México no final de Agosto.

Esta iniciativa do Tinder não é uma grande surpresa dado que o serviço é propriedade da Match, que por seu turno tem como principal investidor a IAC, fundada por Barry Diller, uma lenda de Hollywood [e fundador do canal generalista Fox Broadcasting Company]. Em Outubro, o Tinder lançou um site de lifestyle chamado Swipe Life onde publica conteúdos originais como artigos e vídeos sobre encontros e relações. 

Ter conteúdos originais é uma estratégia cada vez mais popular para as indústrias de tecnologia e comércio dos EUA que já tenham milhões de utilizadores. No campo dos supermercados, o Walmart está a trabalhar com o estúdio MGM para melhorar o seu serviço de vídeo Vudu; o Costco também está a considerar entrar no sector do vídeo para manter o interesse dos seus clientes.

A estratégia tem como finalidade envolver mais profundamente os utilizadores mesmo quando não estejam a usar o serviço em causa. Isso pode ajudar a Match a manter os seus clientes, que são cada vez mais; este ano, as suas acções aumentaram o seu valor mais de 75% e continua a ter cada vez mais subscritores.

Como a Reuters noticiou em Abril, a empresa de arrendamento Airbnb pretende desenvolver uma série de programas originais para alimentar o apetite dos seus clientes pelas viagens. Há anos que a Airbnb está a estudar várias ideias para criar ou exibir mini-séries e documentários sobre viagens e programas que incluam casas Airbnb, os seus hóspedes ou anfitriões.

Ainda não é certo quando se estreará a nova série do Tinder e como é que o Match Group a irá promover.