Vinte anos após a lei, surgem regras de lares para crianças em perigo

A Lei de Protecção de Crianças e Jovens foi aprovada em 1999. Desde então, um diploma para definir o papel das casas de acolhimento era aguardado. Existe agora um projecto, mas não é certo se será aprovado antes das eleições.

Foto
Novo diploma prevê uma maior responsabilidade das instituições como a Casa Pia ou a Santa Casa da Misericórdia na definição de um plano junto do jovem acolhido Nuno Ferreira Santos

Passados 20 anos sobre a aprovação da lei de protecção de crianças e jovens em perigo, surge agora uma proposta de diploma legislativo que define como funcionam as instituições de acolhimento e qual o papel que estas desempenham no projecto de vida destas crianças e jovens em perigo retirados às famílias.