Despesa com medicamentos para cancro cresceu 16,9% no primeiro semestre

Segundo o Infarmed, foram gastos 198 milhões de euros em fármacos com indicação oncológica, entre Janeiro e Junho deste ano.

Fumar
Foto
Rui Gaudencio

A despesa com medicamentos para o tratamento de cancro não pára de crescer. No primeiro semestre deste ano, os gastos com fármacos com indicação oncológica ascenderam a 198 milhões de euros, mais 16,9% do que no mesmo período de 2018, adianta o Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento).