Líbia Florentino – Arquivo Ed. Planeta
Entrevista

Jan Stocklassa sabe por que mataram o primeiro-ministro sueco

Foram oito anos de intenso trabalho e de muitas surpresas. Entre elas a inesperada “descoberta” dos arquivos esquecidos de Stieg Larsson, que à data da sua morte investigava o assassinato de Olof Palme, primeiro-ministro sueco. Stieg Larsson — Os Arquivos Secretos é um livro que se lê como um policial nórdico.

Tudo começou com a notícia do assassinato de uma mulher na margem de um lago na região de Småland, na Suécia, em 2008, perto do lugar onde vivia Jan Stocklassa (1965), antigo diplomata e jornalista. Depois, e por um acaso, ele veio a saber que nesse mesmo local, havia mais de um século, já tinha sido assassinada outra mulher. E encontrou, ainda, uma notícia de um apartamento em Estocolmo que, depois de lá ter sido cometido um crime na década de 1930, se tinha mantido fechado durante meio século. Foi nessa altura que o jornalista sueco teve a ideia de “escrever um livro acerca dos locais onde são perpetrados crimes”, da relação entre o espaço e os comportamentos, uma antiga e quase obscura teoria sobre a qual lera nos tempos em que estudara Arquitectura.