Mais de 1300 operacionais e 400 viaturas combatem incêndios em todo o país

Pouco mais de 1300 operacionais continuam ainda envolvidos no combate aos incêndios no país na noite de domingo, sendo os fogos mais preocupantes os que lavram no distrito de Viseu.

Foto
LUSA/NUNO ANDRÉ FERREIRA

Mais de 1300 operacionais, 400 viaturas e uma aeronave continuavam na noite deste domingo envolvidos no combate aos incêndios no país, sendo os mais preocupantes os fogos que deflagraram no distrito de Viseu, segundo a página Protecção Civil.

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) registava, às 23h30, um total de 46 incêndios que lavram sobretudo no Centro e Norte do país, mobilizando um total de 1357 operacionais, 443 viaturas e uma aeronave. Dos 46 incêndios, cinco estão em curso, seis em resolução e 35 em conclusão, indica a página da ANEPC.

A Protecção Civil mantém nas ocorrências importantes o incêndio em Cinfães, no distrito de Viseu, que começou na madrugada deste domingo e que mobilizava pelas 23h30 87 operacionais e 25 viaturas. Um dos incêndios em Castro Daire, mais concretamente em Moledo, continua a ser combatido pelos bombeiros.

Nas ocorrências importantes, a Protecção Civil destacou durante a noite deste domingo um incêndio já em fase de resolução que teve início às 14h22 na localidade de Quinta do Barreirinho, freguesia de Codeçoso, concelho de Celorico de Basto (Braga) e que mobilizava pelas 22h 136 operacionais e 40 viaturas.

Dados provisórios do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) indicam que, entre o dia 1 de Janeiro e este domingo, ocorreram 9186 incêndios que queimaram 31.328 hectares.

Fogo em Monteiras em resolução, Moledo ainda arde

O incêndio que lavra em Moledo, com início às 02h24, mobilizava pelas 23h30 240 operacionais, apoiados por 67 veículos. Ao longo do dia, este incêndio chegou a ser combatido por nove aeronaves. Fonte do CDOS de Viseu disse à agência Lusa que o combate “está a evoluir favoravelmente”. O fogo lavra numa zona de mato, pinheiros e eucaliptos.

Outro dos incêndios que lavrou com intensidade no concelho de Castro Daire desde a madrugada de domingo entrou em fase de resolução às 17h45, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro. No combate às chamas do fogo de Monteiras, a cerca de 25 quilómetros de distância de Moledo, encontravam-se envolvidos, às 18h10, 243 operacionais, apoiados por 70 viaturas, de acordo com a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

Tanto o incêndio de Monteiras, entretanto já em fase resolução, como o de Moledo, lavram em zonas de “acessos difíceis” e não ameaçam localidades ou habitações. Durante a noite houve ainda um terceiro incêndio no concelho de Castro Daire, que foi entretanto dado como dominado.

No distrito de Coimbra, o incêndio em Condeixa-a-Nova, que deflagrou durante a madrugada na localidade de Casal dos Balaus, encontra-se também em fase de resolução, segundo informação oficial da Protecção Civil. Chegou a ser combatido por cerca de 230 operacionais, apoiados por 67 viaturas e uma aeronave. Contactada pela Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra avançava que “não existiram habitações em perigo nem feridos a registar”. com Lusa