Doente morre após queda em hospital e outro é trocado ao ter alta

As quedas de doentes são o principal incidente registado nos hospitais. Em apenas três anos, entre 2015 e 2017, a Direcção-Geral da Saúde recebeu um total de quase 23 mil notificações de quedas de pacientes.

Hospital
Foto
rui Gaudencio

Um doente com cancro em fase avançada morreu dois dias depois de ter caído e de ter fracturado a coluna vertebral no Hospital de Beatriz Ângelo (Loures) onde estava internado para tratamento da sua patologia oncológica. A Entidade Reguladora da Saúde (ERS), a quem a mulher do paciente se queixou, lamentando que ele tivesse morrido não da doença mas devido à queda que o terá deixado “tetraplégico”, concluiu que o hospital “não acautelou o [seu] devido acompanhamento”, sobretudo tendo em conta “o especial estado de debilidade” em que se encontrava.