Opinião

Mãe minha

Anos depois de ter morrido a minha mãe, só um segundo antes de eu ter acordado, percebo e aceito a sorte de ter sido amado por uma pessoa de quem eu gostava tanto mas muito menos do que deveria ter amado.

Esta é a parte de viver sem pai e sem mãe que ninguém diz. Além de mim, vivo com alguém sem pai e sem mãe, a Maria João. Não tem pai nem mãe. Já teve mas morreram. Eu também já tive e morreram.