Desemprego em Espanha tem a maior subida em Agosto desde 2010

Número total de desempregados no país vizinho é agora de 3.065.804 pessoas.

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol
Foto
Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol Reuters/Sergio Perez

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego espanhóis aumentou em 54.371 pessoas durante Agosto, o maior crescimento nesse mês desde 2010, revelou hoje em Madrid o Ministério do Trabalho, Migrações e Segurança Social.

Segundo os dados publicados, noticia a agência Lusa, o número total de desempregados é agora de 3.065.804 pessoas, mas uma diminuição de 116.264 em relação a um ano antes.

Por outro lado, o número médio de inscritos nos serviços de Segurança Social espanhóis registou em Agosto um decréscimo de 212.984 trabalhadores, havendo agora 19.320.227 pessoas ocupadas.

Em comparação com um ano antes, o sistema de Segurança Social tem mais 480.413 pessoas ocupadas, um número que significa uma desaceleração na criação de emprego quando comparado com os quatro meses de Agosto anteriores.

A diminuição mensal do número de ocupados em Agosto é explicada pela destruição de emprego na educação (59.630 inscritos menos), na construção (27.464) e na indústria (22.760), entre outros sectores.