Vitalina Varela, de Pedro Costa, assegura distribuição comercial no Reino Unido e na Irlanda

O filme venceu em Agosto o Leopardo de Ouro do Festival de Locarno.

Foto
DR

O filme Vitalina Varela, de Pedro Costa, vai ter distribuição comercial no Reino Unido e na Irlanda no início do próximo ano, anunciou esta segunda-feira a empresa Second Run. "Pedro Costa é um dos principais nomes do cinema contemporâneo. Todos na Second Run adoramos o seu trabalho e temos muito orgulho da nossa longa colaboração com ele”, disse Mehelli Modi, fundador da distribuidora que no passado comprara já os direitos de outros filmes do realizador, como O Sangue (1989), Casa de Lava (1994) e Cavalo Dinheiro (2014).

Vitalina Varela venceu em Agosto o Leopardo de Ouro do Festival de Locarno, onde arrecadou ainda o Leopardo de Prata para a melhor interpretação feminina e o prémio Boccalino d'Oro para melhor actriz, ambos atribuídos a Vitalina Varela, a mulher cabo-verdiana que dá nome ao filme. 

A mais recente longa-metragem de Pedro Costa integra agora a selecção oficial do Festival de Cinema de Londres, onde será exibida a 12 e 13 de Outubro, fora da competição.

A revista especializada Sight and Sound, do British Film Institute, publicou entretanto uma crítica positiva à atribuição do Leopardo de Ouro de 2019 a Vitalina Varela, decisão que considerou “consensual”.

Vitalina Varela e o trabalho de Costa em geral representam, sem dúvida, a apoteose de uma espécie de cinema de baixo orçamento, formalmente exploratório e de cariz político, que Locarno tem tendência a mostrar”, refere o crítico Kieron Corless.