Torne-se perito Crítica

A terra a quem a trabalha

Uma novela do início do século XX em que se narra a história da busca obsessiva de um homem por justiça, num tempo que precedeu em poucos anos grandes acontecimentos da História da Europa.

,Os servos
Foto
Ivan Cankar, reconhecido ainda em vida como uma figura tutelar da literatura eslovena, foi sobretudo no teatro que deixou marcas DR

Ivan Cankar (1876-1918) nasceu num lugar que à época pertencia ao Império Austro-Húngaro — hoje faz parte da Eslovénia — mas cedo partiu para Viena, onde estudou e se dedicou à literatura. Escreveu sempre em língua eslovena, atitude que cedo denunciou a sua simpatia (que mais tarde se transformaria em activismo político) pela causa independentista — o que o levou várias vezes à prisão. Estreou-se na literatura em 1899 com Erotika, uma colectânea de poemas que o bispo de Ljubljana depressa mandou destruir. Reconhecido ainda em vida como uma figura tutelar da literatura eslovena, foi sobretudo no teatro que deixou marcas durante décadas.