Reportagem

Fúria de votar

Muitas pessoas já ali estavam desde as cinco da manhã, outros ainda muito antes disso, e pelas 6h30, a hora de abertura das urnas, já havia perto de mil pessoas nas filas das secções de voto. Todos de cartão de registo na mão, um papel que teve uso duplo: tanto serviu para votar como para encobrir o sol, que às dez horas estava escaldante na capital de Timor-Leste. Foi há 20 anos.

O PÚBLICO recorda algumas das reportagens do dia do referendo, há 20 anos. Este texto foi originalmente publicado na edição em papel de 31 de Agosto de 1999.