Paris inaugura no sábado rua com nome da artista Vieira da Silva

A artéria fica numa renovada zona do 14.º bairro, o Quartier Broussais, não muito longe do local onde a pintora portuguesa viveu e trabalhou com o marido, Árpád Szenes.

,Pintura
Foto
Vieira da Silva com Árpád Szenes em Paris em 1939 DR

A cidade de Paris vai inaugurar no sábado uma rua com o nome da artista portuguesa Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992), situada no 14.º bairro da capital francesa, a 600 metros da Porte de Vanves. A festa de inauguração, aberta a todos, contará com a presença de vários eleitos locais, incluindo a presidente da Câmara, Anne Hidalgo.

“Foi uma sugestão dos eleitos de Paris, mas também da comunidade portuguesa, que há alguns anos queria homenagear uma mulher artista nos espaços públicos da cidade. Como tínhamos este novo bairro [o Quartier Broussais], pensámos em dar o seu nome à rua porque Vieira da Silva tinha o seu atelier perto”, disse à Lusa Carine Petit, presidente da câmara do 14.º bairro. A pintora viveu e trabalhou no número 34 da rua Abbé Carton, onde em 2013 António Costa inaugurou uma placa com o seu nome

Maria Helena Vieira da Silva viveu em Paris a maior parte da sua vida. Para ali foi estudar aos 17 anos, ali conheceu o seu futuro marido, o artista húngaro Árpád Szenes, com quem se casou em 1930. A partir de 1938, o casal estabeleceu-se no 14.º bairro, o de Montparnasse, onde muitos artistas viriam a concentrar-se no pós-Segunda Guerra Mundial. A zona é ainda hoje conhecida pelos seus teatros e cinemas. Em 1956, ambos obtiveram a nacionalidade francesa. Antes, tinham passado sete anos no Rio de Janeiro, fugindo ao avanço da Alemanha nazi e à ocupação de Paris.

Esta inauguração oficial integra-se no projecto de requalificação de uma das zonas deste bairro da margem esquerda do Sena, onde antes estava um hospital e agora há novos prédios de habitação, serviços à população como um lar e uma creche, mas também um centro artístico financiado pela autarquia de Paris.

Para além de Vieira da Silva, outras figuras como a resistente Huguette Schwartz ou o escritor mexicano Carlos Fuentes também vão ter os seus nomes em ruas neste novo bairro.

Segundo a autarca deste bairro parisiense, esta é uma ocasião para dar a conhecer novas personalidades aos parisienses. “Antes de termos dado o nome à rua, não conhecia a obra de Vieira da Silva. Ao darmos a estas ruas nomes de pessoas relevantes nas artes, na política, no desporto, incitamos os parisienses de diferentes gerações e também quem visita a descobrir quem são”, indicou Carine Petit.

Para além da presença de eleitos locais para uma cerimónia formal, o 14.º bairro vai organizar este sábado uma visita pelas novas ruas, explicando quem eram estas figuras e promovendo um convívio entre os cidadãos.