Galerias Romanas da Baixa reabrem três dias em Setembro

Está confirmada a abertura de 27 a 29. As reservas, que abrem dia 16, costumam esgotar rapidamente. (Actualização: reservas esgotadas)

Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins
Fotogaleria
Patrícia Martins

Enquanto não ficam disponíveis o ano inteiro, vem aí a segunda oportunidade do ano para visitar a estrutura romana localizada na Baixa de Lisboa. Inserida nas Jornadas Europeias do Património, a abertura ao público das galerias irá decorrer de 27 a 29 de Setembro. 

Mas, para conseguir penetrar nos mistérios destas galerias, a que se acede por um alçapão no meio da rua da Conceição, há que ser rápido na reserva: as reservas são realizadas a partir de 16 de Setembro numa página online do Museu de Lisboa

“Com o objectivo de alargar as possibilidades de visita e de evitar as longas filas que no passado se formavam, as inscrições são realizadas exclusivamente através de uma plataforma na Internet”, recorda o museu, “ficando a reserva confirmada após o levantamento do bilhete (no prazo de três dias) nos núcleos do Museu de Lisboa”. Estes localizam-se no núcleo museológico de Santo António, Teatro Romano ou Palácio Pimenta. 

Segundo informação do museu, as visitas, entre 20 a 25 minutos, decorrem das 10h às 19h e têm um custo de 2 euros por pessoa (crianças com menos de 12 anos não pagam mas é preciso fazer inscrição e levantar bilhete, as visitas são só para maiores de 3 anos).

Depois de Setembro, as galerias só deverão voltar a abrir em Março. Tradicionalmente, são estas as únicas duas épocas do ano em que abrem por alguns dias. Para finais de 2020, caso se cumpra o projecto anunciado pela autarquia alfacinha, prevê-se que este Criptopórtico Romano de Lisboa passe a estar aberto o ano inteiro, incluindo um centro interpretativo.

Sugerir correcção