Desemprego mantém-se nos 6,6% pelo terceiro mês seguido

Valor de Junho foi revisto em baixa. Estimativa provisória aponta para redução para 6,5% em Julho. Desemprego jovem está nos 18,6%.

Foto
Na população dos 25 anos aos 74 anos, a taxa de desemprego é de 5,6% (Junho) Rita Franca/Arquivo

nível do desemprego em Portugal manteve-se em Junho em 6,6% da população activa, no mesmo valor que se registava em Maio e em Abril, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE) nesta quinta-feira. Havia nesse mês 338,6 mil pessoas em idade activa fora do mercado de trabalho, menos 16 mil do que na mesma altura do ano passado.

A estimativa de Junho foi revista em baixa face à primeira projecção, conhecida há um mês, e compara com a taxa de 6,9% de Junho de 2018. A estimativa provisória do INE para o mês de Julho, que ainda pode sofrer uma alteração quando for conhecida mais informação, aponta para uma descida do desemprego, com a taxa a baixar para 6,5%.

Se o valor se confirmar, significa um regresso à taxa que se registava em Março deste ano, antes de o desemprego subir para 6,6% e estabilizar no patamar em que agora se encontra. O valor que se registou em Abril, Maio e Junho, de 6,6%, é precisamente o nível de desemprego que o Governo prevê que se registe na totalidade deste ano.

Além de estimar todos os meses o valor da taxa de desemprego, o INE divulga a cada três meses uma estimativa trimestral, usando uma metodologia que não permite comparar directamente as duas realidades. Segundo a estimativa mais recente, do segundo trimestre, 6,3% da população activa estava desempregada.

PÚBLICO -
Aumentar

Como o PÚBLICO então escreveu, apesar da descida da taxa de desemprego, os dados trimestrais mais recentes indicam que o mercado de trabalho se encontra numa fase menos expansiva do que nos anos de 2013 a 2018.

Entre os valores já fixados — os que não deverão sofrer alterações, de Junho — é possível ver que a taxa de desemprego entre as mulheres é de 7,3% (aumentou face a Maio), mais alta do que a que se verifica entre os homens, de 5,8% (diminuiu).

Na faixa etária dos 15 aos 24 anos, o nível de desemprego está nos 18,6%, representando uma redução face a Maio, mas um aumento relativamente a Abril. A projecção inicial para Julho é de uma subida até aos 19,3%. Estes são dados ajustados de sazonalidade neste período de Verão, mas a tendência que se verifica nos valores que não têm em conta os efeitos sazonais é idêntica, com a taxa nos 17% em Junho a comparar com um valor mais alto em Maio (18,1%) mas inferior em Abril (16,3%).

Havia em Junho 4,8 milhões de cidadãos (concretamente 4831,4 mil pessoas) no mercado de trabalho.

A população empregada diminuiu em 6,7 mil pessoas, ao mesmo tempo em que a população desempregada recuou em 2,8 mil pessoas. A população activa era de 5,17 milhões de pessoas (baixando em 9,6 mil pessoas, ou seja, 0,2% quando se compara com o valor de Maio) e manteve-se “praticamente inalterada relativamente a três meses antes (Março de 2019) e ao mês homólogo de 2018”, refere o INE na explicação das estatísticas hoje conhecidas.

Em relação a Junho do ano passado, também se manteve “praticamente inalterada devido à diminuição da população desempregada (16,2 mil) ter sido quase anulada pelo aumento da população empregada (15,4 mil)”.

Dos 25 anos para cima (até aos 74 anos), a taxa de desemprego é de 5,6% (recuou em relação ao mês anterior e continua a ser inferior à de Junho do ano passado, de 5,8%).