Álbum de inéditos de Bernardo Sassetti chega em Setembro

Solo inaugura uma série de nove discos que a Casa Bernardo Sassetti pretende editar nos próximos anos.

Foto
RUI GAUDÊNCIO

Um álbum de inéditos, póstumo, com composições que o pianista Bernardo Sassetti (1970-2012) gravou em 2005 nos Açores, sairá em Setembro, sendo o primeiro de uma série discográfica de nove discos, foi esta quinta-feira anunciado.

A directora artística da Casa Bernardo Sassetti, Inês Laginha, explicou à agência Lusa que Solo reúne temas inéditos escolhidos de sessões de gravação que Bernardo Sassetti fez em 2005, durante três dias, no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada.

Era sabida a existência de um “piano muito especial” naquele teatro, um Steinway, pelo que Bernardo Sassetti pediu ao director da sala para passar lá uns dias a trabalhar com o produtor Nelson Carvalho, recorda Inês Laginha. Na altura, o pianista fez uma pré-produção do material gravado, tendo agora Nelson Carvalho e Inês Laginha feito uma segunda selecção, constituída apenas pelos temas mais inéditos, que não estão fixados em gravações. Os temas que Bernardo Sassetti fez para a banda sonora dos filmes Alice, de Marco Martins, e A Costa dos Murmúrios, de Margarida Cardoso, por exemplo, foram agora deixados de fora.

Solo inaugura uma série de nove álbuns de material inédito que a Casa Bernardo Sassetti quer editar nos próximos tempos, cumprindo uma das missões desta associação cultural criada em Setembro de 2012, quatro meses depois de Bernardo Sassetti ter morrido, aos 41 anos. “Começamos com este solo porque é o mais puro possível”, justifica Inês Laginha.

Com o apoio da Direcção-Geral das Artes, a Casa Bernardo Sassetti propôs-se a fazer duas edições discográficas por ano, estando ainda por confirmar o lançamento, ainda este ano, do registo em álbum da música que Sassetti fez para o conto A menina do mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen, que em 2011 teve narração de Beatriz Batarda.

Solo terá um pré-lançamento a 5 de Setembro no Teatro Thalia, em Lisboa, durante o qual se ouvirá a música de Bernardo Sassetti acompanhada por projecção de desenho em tempo real pelo ilustrador António Jorge Gonçalves.

Sugerir correcção