Ariana Grande, Billie Eilish e Lady Gaga estão entre os 140 artistas que apoiam o direito ao aborto

Não foram só mulheres a assinar a carta que foi publicada na imprensa norte-americana.

,Cantor
Foto
Para a jovem cantora Billie Eilish, todos têm direito a “controlar o seu corpo, a sua vida e o seu futuro” Henry Nicholls

Um grupo de cerca de 140 músicos, incluindo as cantoras Lady Gaga, Miley Cyrus, Ariana Grande, Lizzo, Billie Eilish e Dua Lipa, assinaram uma carta aberta de apoio ao direito ao aborto nos EUA, numa altura em que vários estados têm feito passar propostas de lei com o objectivo de proibir o aborto em qualquer circunstância – como no caso do Alabama onde foi aprovada uma lei que proíbe a interrupção voluntária da gravidez mesmo em caso de violação ou de incesto; ou a Georgia onde a lei prevê a proibição após seis semanas de gravidez.

PÚBLICO -
Foto
DR

“A proibição do acesso ao aborto seguro e legal acaba com as nossas liberdades”, escrevem os artistas numa campanha da organização Planned Parenthood que recentemente perdeu financiamento público. Para a jovem cantora Billie Eilish, todos têm direito a “controlar o seu corpo, a sua vida e o seu futuro”, disse, citada pela BBC.

Não foram só mulheres as que assinaram a carta que foi publicada na imprensa norte-americana. Por exemplo, Bon Iver, John Legend e Troye Sivan também o fizeram.