Crónica

Luso-suíço César Costa vence categoricamente o MCC

Iniciou-se nesta segunda-feira a 17.ª edição do Ultra Trail de Mont Blanc com as provas PTL e MCC e o primeiro atleta a chegar a Chamonix fala português.

Eram 9 horas da manhã locais quando se deu o primeiro tiro de partida. Curiosamente, no primeiro dia iniciam-se a prova mais longa e a mais curta. A PTL (300 km e 25.000m desnível vertical) e o MCC (40 km e 2.300m desnível de vertical).

O Petite Trotte à Léon, o PTL

Parece-nos irónico chamar Petite a uma prova com cerca de 300 km e 25.000 m de desnível vertical. A prova terá que ser realizada em grupos de dois ou três atletas e tem um tempo limite de 152h em regime de auto-suficiência. Este ano alinharam à partida 125 equipas (314 corredores entre os quais 41 mulheres) oriundas de 30 países. O país mais representado foi a França (119), seguida da Bélgica (19) e da Itália (18). Este ano Portugal não tem atletas no PTL.

Uma das características únicas do PTL é que o percurso varia todos os anos. Este ano, e pela primeira vez, passará pela cidade suíça de Fully, entre o rio Rhône e as suas famigeradas vinhas. Esta aventura não é uma competição (não há classificações), no entanto, não é fácil ter acesso a esta prova. Há um conjunto único de requisitos, como o historial de provas dos corredores, regulamentos, orientações específicas e uma lista de equipamento obrigatório muito rigorosa.

PÚBLICO -
Foto

MCC atrai corredores locais

Esta é a única prova em que os atletas não necessitam de pontos ou outros requisitos para participar. Dedicado a voluntários, corredores locais e patrocinadores, o MCC (cuja primeira edição se realizou no ano passado) chamou a atenção dos habitantes do vale de Chamonix, atraindo 189 corredores das vilas vizinhas. Para que a corrida se mantenha animada, houve este ano um cuidado especial com o entretenimento ao longo do percurso, com uma fanfarra no Col de Balme e animação musical no centro da vila de Argentière.

César Costa, natural de Castro Daire e a viver actualmente na cidade suíça de Martigny, venceu a prova pelo segundo ano consecutivo, com o tempo de 3h40m46s.

Portugal fez-se representar por 11 atletas. Os primeiros atletas lusos a cortarem a meta em Chamonix foram Micael Duarte, 63.º classificado com 5h27m19s, Pedro Guimarães, na posição 97 da geral, e João Neves, na posição 214.