A bela (e perigosa) planta invasora que está a tapar espelhos de água em Portugal

Em condições de boa luminosidade e temperaturas elevadas, o jacinto-de-água alastra-se rapidamente. Em Portugal começou a ser usada como planta ornamental desde 1939.

Fotogaleria
Jacinto-de-água no rio Sorraia Rui Gaudêncio
Fotogaleria
O jacinto-de-água cresce de forma rápida a partir da Primavera Elizabete Marchante
Fotogaleria
E reproduz-se de forma rápida devido à sua elevada capacidade de reprodução vegetativa e das suas sementes Elizabete Marchante
Fotogaleria
Devido a uma bolinha nas suas folhas consegue flutuar na água Elizabete Marchante
Fotogaleria
É uma planta nativa da Amazónia Elizabete Marchante

A beleza dos jacintos-de-água pode ser ilusória. Afinal, ao formarem um tapete com folhas verde-vivo e flores arroxeadas, esta espécie invasora tapa superfícies de cursos de água e cria impactos ambientais e económicos nessas zonas. Devido ao seu rápido alastramento, o controlo desta planta é difícil e dispendioso. Este ano, só no rio Sorraia já invadiu 80 dos seus 155 quilómetros.