Esperava-se dia tranquilo, mas Quintana “roubou” o espectáculo na Vuelta

Na segunda-feira, a terceira etapa apresenta um percurso semelhante ao deste domingo, com alguma montanha.

O pelotão da Vuelta neste domingo
Foto
O pelotão da Vuelta neste domingo LUSA/JAVIER LIZON

Este domingo de Vuelta deveria ter sido de uma fuga a vingar ou, no máximo, um dia ideal para um ataque tardio de um puncheur, mas acabou por haver luta entre os favoritos. A segunda etapa foi ganha por Nairo Quintana, que atacou num grupo de estrelas que incluía Urán, Nieve, Roglic, Roche e Aru.

Quem mais sofreu com a situação de corrida foi o anterior líder, Miguel Ángel López, que chegou num grupo mais atrasado, a 37 segundos. Nicolas Roche é, desta forma, o novo camisola vermelha da Vuelta – a primeira vez que lidera esta corrida –, com menos dois segundos do que Quintana.

O início da etapa foi relativamente tranquilo, com uma fuga de quatro elementos – Lastra (Caja Rural), Smit (Katusha), Armée (Lotto) e Madrazo (Burgos) – a conseguir sair do pelotão.

O grupo principal “ofereceu” aos fugitivos cerca de seis minutos de vantagem, mas o passar dos quilómetros relembrou o pelotão de que havia um final de etapa interessante para disputar – subidas indicadas para puncheurs e, eventualmente, para alguns dos favoritos se testarem mutuamente.

A fuga acabou por ser apanhada aos poucos e neutralizada, de vez, a cerca de 30 quilómetros do final. E foi aqui que começou o espectáculo. Vários ataques no pelotão, inclusivamente entre nomes importantes como Roglic (já vinha com tempo perdido da primeira etapa), Latour, Urán, Valverde e Pogacar.

O ataque definitivo deixou uma “dream team” na frente, com Quintana, Uran, Nieve, Roglic, Roche e Aru, sendo que nomes como Miguel Ángel López, Valverde, Majka, Chaves ou Pogacar ficaram num segundo grupo.

Na frente, percebendo que não ganharia ao sprint, sobretudo frente a nomes como Roche ou Roglic, o colombiano Quintana atacou a cerca de cinco quilómetros da meta, beneficiando da descoordenação no restante grupo.

Na segunda-feira, a terceira etapa apresenta um percurso semelhante ao deste domingo, com alguma montanha.