Apagão do Sp. Braga gera empate em Barcelos

Bracarenses adiantaram-se no marcador, mas o Gil Vicente reagiu com autoridade na segunda parte.

Foto
LUSA/HUGO DELGADO

Houve um golo madrugador, um apagão eléctrico e uma reacção dos anfitriões. No final, o Gil Vicente-Sp. Braga acabou com um empate (1-1), que impediu os forasteiros de igualarem FC Porto e Benfica na classificação da Liga, após a 3.ª jornada.

Foram as duas grandes novidades do “onze”, o avançado Rui Fonte, acabado de regressar a Braga, e o extremo Galeno, que protagonizaram o lance do primeiro golo. O português lançou o brasileiro em profundidade e o guarda-redes Denis ajudou — foi mal batido após remate rasteiro (6’).

O reforço do Gil Vicente emendaria a mão com duas defesas de relevo (aos 16’, a remate de Murilo, e aos 42’, num livre de João Novais), mas seria necessário esperar pela segunda parte e por uma falha eléctrica no Estádio Cidade de Barcelos para se ver uma reacção. Vinte minutos depois, e já com o gerador a funcionar, Lino acertou no poste da baliza bracarense.

Foi o primeiro aviso dos gilistas, que depois de um par de remates de fora da área, travados por Eduardo, chegaram mesmo ao empate, num cruzamento de Lionn emendado por Sandro Lima. Nessa altura, o Sp. Braga já tinha renovado a equipa a pensar na deslocação a Moscovo, onde jogará na quinta-feira a segunda mão do play-off da Liga Europa, e já não conseguiu responder.