Em Marte também há Rolling Stones

O anúncio de uma pedra baptizada com o nome da banda foi feito pelo actor Robert Downey Jr..

,Tour dos EUA!
Fotogaleria
Reuters/MARIO ANZUONI
As pedras rolantes
Fotogaleria
Reuters/MARIO ANZUONI
Fotogaleria
Reuters/MARIO ANZUONI

Mick Jagger e a veterana banda já estão eternizados em Marte. A NASA baptizou uma pedra, pouco maior que uma bola de golfe, com o nome do mítico grupo britânico de rock. A pedra foi apanhada pela sonda InSight na superfície do planeta vermelho, no ano passado, e o anúncio foi tornado público no concerto dos Rolling Stones, no final desta semana, em Los Angeles.

“A NASA deu-nos algo com que sempre sonhamos, a nossa própria rocha em Marte. Nem queremos acreditar“, exclamou o cantor. A pedra foi assim baptizada por que rolou quase um metro, a maior distância registada pela NASA noutro planeta. 

Antes do início do concerto, no estádio Rose Bowl, os logótipos da banda e da agência espacial norte-americana foram exibidos lado a lado, mas só depois do anúncio, feito pelo actor Robert Downey Jr., é que os fãs perceberam a razão.