Sete ideias para sair esta semana

Avintes à broa, Alentejo em feiras, capital na rua, Algarve retratado. E o Centro a olhar para as paredes e a deixar-se invadir.

Foto
Mural de Ahneah DR

FIGUEIRÓ DOS VINHOS
Arte urbana para Fazunchar 

De 24 de Agosto a 1 de Setembro
Vários locais

Na terra do Casulo de Malhoa, até os idosos grafitam. Este é o ano em que Figueiró dos Vinhos se posiciona em força no circuito de arte urbana com o seu próprio festival. O município queria ser falado “por algo além dos incêndios, das tragédias ou das desconfianças”. Em conjunto com a Mistaker Maker - Plataforma de Intervenção Artística, fez nascer o Fazunchar, “onde a arte se faz festa”. O nome vem de um antigo dialecto local (o laínte) e significa “fazer”. E há muito para fazer, de facto, entre “vários tipos de arte, em diálogo constante entre elas, com a comunidade e o território”. À terra em que José Malhoa se fixou, onde produziu grande parte da sua obra e que escolheu para mandar construir a sua casa (o tal Casulo) acorrem criadores de murais como o marroquino Mohamed L'Ghacham, o espanhol Julio Anaya Cabanding ou os portugueses Halfstudio e Aheneah (Ana Martins). Esta artista encontrou uma forma original de “bordar” paredes em ponto cruz e dará um workshop sobre a técnica. Outras aprendizagens se farão na oficina da Lata 65, o projecto que desafia cidadãos seniores a saírem à rua de spray em riste. Fazunchar é também sinónimo de montras de comércio local intervencionadas, residências artísticas, exposições, cinema, uma arruada, um piquenique comunitário, concertos (Noiserv e Homem em Catarse), conversas e visitas guiadas pelo novo mapa desenhado pelo festival.
Mais informações aqui.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
Filipe de Palma

PORTIMÃO
Janelas para o Algarve 

De 18 de Maio a 30 de Outubro (Da Minha Janela…)
De 10 de Agosto a 29 de Setembro (Passear pela História…)

Janelas, portas, platibandas, telhados, chaminés rendilhadas... É o Algarve a mostrar-se em imagens de grande formato, captadas pelo fotógrafo Filipe de Palma. A exposição patente no Museu Municipal de Portimão quer chamar a atenção “para a riqueza, a diversidade e a singularidade de um relevante património arquitectónico algarvio (...), resultante do saber popular ancestral, nascido de uma contínua e inteligente proximidade humana entre o mundo rural e urbano, num permanente diálogo civilizacional entre o barro, a terra e a cal”. O título, uma interrogação, funciona como alerta para o desaparecimento de parte deste património: Da Minha Janela Ainda Vejo o Algarve? Também na cidade algarvia, mas na rua (Praça Manuel Teixeira Gomes), está outro convite fotográfico: Passear pela História da Zona Ribeirinha de Portimão, uma colecção de imagens antigas deste lugar à beira-Arade que, lembra a nota de imprensa, “foi sendo desenhado e transformado na sua forma urbana actual através do recurso a terras conquistadas ao rio”.
Horário: quarta a domingo, das 10h às 18h; terça, das 14h30 às 18h (Da Minha Janela…); 24h/dia (Passear pela História…).
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
Xutos & Pontapés Miguel A. Lopes/Lusa

GRÂNDOLA
Até aos Xutos é feira

De 22 a 26 de Agosto
Parque de Feiras e Exposições

Termina na segunda-feira, 26 de Agosto, aquela que é uma das maiores feiras do litoral alentejano e uma das mais antigas do país (já vai na 377.ª edição). Além de montra de produtos regionais de gastronomia e artesanato, a Feira de Agosto de Grândola é também certeza de grandes concertos. É com rock Duro, curtido ao longo de 40 de anos de carreira, que os Xutos & Pontapés tratam do encerramento. Até lá, ainda se ouvirão a Sociedade Musical Grandolense, com Miguel Ângelo como convidado (dia 24), e Blaya em plena Macumba Tour (25). Fora do palco, há animação de rua, o 23.º Festival Hípico, demonstrações cinófilas e passeios a cavalo e charrete.
Horário: das 16h às 2h (segunda, a partir das 18h); concertos às 22h15.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
José Frade

LISBOA
Rentrée? À rua com ela

De 27 de Agosto a 29 de Setembro
Vários locais

Na capital, há um programa capaz de surpreender os transeuntes, prolongar a sensação de férias e ainda funcionar como antídoto para aquela melancolia do pré-regresso à rotina. O Lisboa na Rua está de volta com dezenas de espectáculos e actividades a chamarem toda a família, sem pesarem na carteira do agregado. Eis alguns. No Palácio Pimenta, é inaugurado o Bibliófilo, biblioteca ao ar livre com edições raras, contos e leituras. O Teatro Romano faz o festival Estes Romanos Estão Loucos. O Teatro Nacional D. Maria II decreta Entrada Livre. A arte sonora do Lisboa Soa ecoa na Estufa Fria. Chapéus na Rua mostra acrobacias de se lhe tirar o chapéu. Os Encontros de Jazz Júnior dão música ao pôr-do-sol. Maria Ana Bobone, Duarte, Helder Moutinho e Cristina Branco participam em (Sou do) Fado. No Jardim Zoológico, instalam-se clássicos de aventura do cinema norte-americano. Para Dançar a Cidade, há bailes e aulas abertas que convidam a experimentar e aprender estilos de dança diversos. E, no já emblemático concerto do Coro e da Orquestra Gulbenkian no Vale do Silêncio, ouve-se Amor no Vale, com árias de ópera românticas, sob a batuta de Nuno Coelho. Mas, antes de mais, dois festivais abrem a função nesta terça-feira. O Lisboa Mágica faz truques em 12 locais, num total de 174 actuações de ilusionistas. O Fuso espalha outra magia, a da vídeo-arte, por seis jardins e terraços lisboetas.
Programa completo aqui.
Grátis (excepto Lisbon Connection Fest, de 15€ a 25€)

 

PÚBLICO -
Foto
Karetus DR

CRATO
Música à feira

De 27 a 31 de Agosto
Centro

No Crato, os produtos em exibição na 35.ª Feira de Artesanato e Gastronomia tornam a partilhar o protagonismo com a música em cartaz, que há anos se converteu numa festa em si e se transformou no chamariz principal – com a mais-valia da relação qualidade-diversidade-preço. O Festival do Crato começa por escutar os Gipsy Kings de Diego Baliardo. Até ao fecho, assegurado pela dupla Karetus e pelo DJ Nuno Luz, passam pela vila alentejana o reggae de Gentleman, o toque Espiritual de Pedro Abrunhosa e seu Comité Caviar, A Invenção do Dia Claro pelos Capitão Fausto, o axê-no-pé de Ivete Sangalo, o cantautor-revelação Gavin James e o Verão dos The Gift, entre muitos outros.
Programa completo aqui.
Bilhete diário de 10€ a 15€; passe a 40€

 

PÚBLICO -
Foto
Nonna(s) Don't Cry Dírtz theater DR

TORRES VEDRAS
Por linhas invasoras

De 29 de Agosto a 1 de Setembro
Vários locais

Em Torres Vedras, a animação vem da memória histórica, com pontes para o presente e geografia alargada. É ano de Novas Invasões, o festival bienal que recria os tempos em que as Linhas de Torres contiveram o avanço dos exércitos franceses. Inclui reconstituições como o mercado oitocentista e suas 80 bancas, o hospital de campanha com as histórias de quem ali chega do campo de batalha, as demonstrações militares, as ceias, o cortejo de abastecimento ao castelo ou a venda de comes e bebes por aguadeiras e vivandeiras. Mas vai mais longe. Entre teatro, dança, música, marionetas, contos, jogos tradicionais e outras actividades, traz mais de uma centena de propostas, de artistas de várias nacionalidades. Sobressai a Alemanha, que sucede ao Chile e ao Japão como “país-invasor” convidado. Faz-se representar em experiências gastronómicas, workshops de caligrafia e danças tradicionais, exposições, cinema, poesia e espectáculos como Sonnambulo, do Theater Titanick; Tao, de Photini Meletiadis; ou Nonna(s) Don't Cry, do Dírtz theater.
Programa completo aqui.
Grátis (excepto algumas experiências paralelas)

 

PÚBLICO -
Foto
DR

VILA NOVA DE GAIA
Feirar na broa 

De 30 de Agosto a 8 de Setembro
Avintes (Quinta do Paço)

Avintes volta a amassar o pão de milho e centeio que lhe dá fama, para o dar a provar na 32.ª edição da Festa da Broa. Os panificadores locais, guardadores dos segredos da sua confecção (que remonta ao século XVIII), marcam presença nas tasquinhas. A broa é rainha, mas também há lugar para outras iguarias da zona, como os doces velhotes. O artesanato vem a par. À margem, decorrem show cookings, concursos, arruadas, actuações de grupos de danças e cantares tradicionais, concertos (com destaque para o de Simone de Oliveira com a Banda Musical de Avintes, no dia 7, às 22h) e momentos teatrais como A Visita do Conde de Avintes (sábados e domingos, às 18h) ou o Ritual Místico que encerra a festa do pão a cada dia.
Horário: segunda a sexta, das 18h30 às 00h30; sábado e domingo, das 11h à 1h30 (excepto dia 8, até às 00h30).
Mais informações aqui.
Grátis

Mais ideias para sair? Por aqui

Guia do Lazer: espectáculos, feiras, exposições e muito mais

 

PÚBLICO -
Foto

EXTRA: Cinema
Variações 

De criatividade transbordante, fez música “entre Braga e Nova Iorque”, marcou o seu tempo por estar à frente dele e lançou sementes e influência. António Variações é agora retratado no filme biográfico a que o realizador João Maia se dedicou durante mais de 15 anos. Sérgio Praia é o actor que lhe dá vida. A 22 de Agosto nos cinemas.