Alerta de recessão agrava-se em todo o mundo, Portugal para já resiste

A economia portuguesa registou no segundo trimestre do ano, num cenário de abrandamento económico mundial e com a Alemanha já a contrair-se, um ritmo de crescimento exactamente igual ao do primeiro trimestre. Um resultado que poderá ser difícil de prolongar.

Foto
LUSA/JUSTIN LANE

Na Alemanha a economia já se está a contrair, na China a produção industrial acentuou a tendência de abrandamento e nos EUA os mercados financeiros dão sinais que já não se viam desde 2007, quando a crise do subprime deflagrou. Os alertas de chegada de uma recessão sucedem-se nas principais potências económicas mundiais. Para já, em Portugal, a economia resistiu durante o segundo trimestre, mantendo o mesmo ritmo de crescimento dos três meses anteriores, mas os impactos negativos vindos do exterior podem vir a ser demasiado difíceis de suportar.