Priyanka Chopra acusada de promover a guerra

A protagonista de Quantico escreveu “Vitória para a Índia” no Twitter e o “patriotismo” valeu-lhe a acusação de ser “um pouco hipócrita”.

,Bharat
Foto
A actriz lamentou o facto de ter “magoado os sentimentos de pessoas que gostam de mim” Brendan McDermid / Reuters

A indiana Priyanka Chopra, nomeada embaixadora da Boa Vontade da Unicef em 2016, foi alvo de duras críticas durante uma sessão de perguntas e respostas da BeautyconLA, que decorreu dia 10 de Agosto, em Los Angeles, EUA. 

Uma mulher de nacionalidade paquistanesa, identificada como Ayesha Malik pelo The Guardian, acusou a protagonista da série televisiva Quantico de ser “um pouco hipócrita”. “Então, é um pouco difícil ouvi-la falar sobre humanidade, porque como sua vizinha — do Paquistão —, sei que está a ser um pouco hipócrita”, começou Malik, referindo-se a uma publicação no Twitter da actriz em que, segunda a sua opinião, Chopra “encorajava a guerra nuclear contra o Paquistão”. 

As acusações findaram quando a segurança retirou o microfone à mulher e Priyanka Chopra prontificou-se a responder: “A guerra não é algo de que goste, mas sou patriota”. Porém, a actriz lamentou o facto de ter “magoado os sentimentos de pessoas que gostam de mim”. 

Em causa está uma publicação da actriz no Twitter que remonta a Fevereiro deste ano e onde escrevia “Jai Hind” (“Vitória para a Índia”) com a hashtag #IndianArmedForces