Entrevista

“Ainda temos crianças na rua. Há anos em que são mais as raparigas do que os rapazes em fuga”

As fugas de menores estão agora mais relacionadas com a Internet, diz Matilde Sirgado, coordenadora do Projecto Rua do Instituto de Apoio à Criança. Há 25 anos, a realidade era outra: “Dormiam nas grelhas do metro, casas abandonadas, carros velhos. Fingíamos todos que não víamos.”