Torne-se perito

Rússia recomenda evacuação de aldeia após acidente que fez aumentar a radiação

A explosão do motor de um foguetão fez aumentar 16 vezes os niveis de radiação na cidade russa de Severodvinsk, numa zona próxima do Mar Branco, no norte do país.

Foto
Base militar junto de Nynoksa Reuters

As autoridades russas recomendaram que os cidadãos de Nynoksa saíssem da aldeia enquanto decorrem os trabalhos de limpeza do acidente com o motor de um foguete, que causou um pico de radiação na semana passada, escreveu a agência de notícias Interfax, que cita as autoridades no local.

A agência de meteorologia estatal russa adiantou que, na última semana, a radiação aumentou 16 vezes na cidade russa de Severodvinsk, numa zona próxima do Mar Branco, no norte da Rússia, após a explosão do motor de um foguetão numa plataforma marítima. Inicialmente, o Ministério da Defesa avançou que não foi detectado nenhum pico de radiação.

“Recebemos uma notificação (…) sobre as actividades planeadas das autoridades militares. Nesse sentido, os residentes de Nyonoksa foram incentivados a deixar o território da aldeia a partir do dia 14 de Agosto”, disseram as autoridades de Severodvinsk, perto de Nynoksa, citadas pela Reuters.

A agência nuclear estatal da Rússia reconheceu, no sábado, a responsabilidade na explosão de um motor de foguete que causou um pico de radiação nas cidades mais próximas de Arkhangelsk​, próxima de Severodvinsk, confirmou a morte de cinco dos seus funcionários e os ferimentos de três. 

Ainda não são conhecidas as causas da explosão ou que tipo de foguete estava a ser testado na base militar. A explosão terá acontecido numa base que funciona como zona de testes de armas perto da aldeia de Nyonoksa, na região de Arkhangelsk, e que é frequentemente usada para testes em armas, incluindo mísseis balísticos e de cruzeiro usados ​​pela marinha russa. Não se conhecem, também, detalhes sobre o tipo de foguete ou sobre o tipo combustível utilizado.

Corrida ao iodo

Desde o acidente que uma parte da baía do Mar Branco está fechada para os cidadãos e circulam fotografias de equipas de resgate a usar equipamento de protecção, incluindo máscaras de respiração, facto que está a preocupar a população que ainda não foi informada oficialmente do sucedido. 

Vários meios de comunicação social e agências de notícias russas dizem que vários farmacêuticos estão a reportar uma autêntica corrida aos comprimidos de iodo, composto químico usado para mitigar os efeitos da exposição à radiação, desde o dia da explosão. 

Sugerir correcção