Palácio Fronteira abre pela primeira vez os jardins a visitas nocturnas

Uma estreia neste palácio lisboeta: “Um Jardim à Noite” tem visitas guiadas em Agosto e Setembro.

Fotogaleria
Daniel Rocha
Estufa Fria
Fotogaleria
Daniel Rocha
Fotogaleria
Daniel Rocha
Fotogaleria
Daniel Rocha
Fotogaleria
Daniel Rocha
Fotogaleria
Daniel Rocha
Fotogaleria
Daniel Rocha

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna decidiu abrir pela primeira vez as portas do jardim do palácio para passeios nocturnos. 

O convite é para conhecer e desfrutar dos espaços exteriores do edifício setecentista, num percurso de hora e meia, guiado pelos jardins, onde se descobrem os azulejos, as esculturas e as histórias que aqui habitam. 

As visitas, entre as 21h e 22h30, são orientadas e contextualizadas pela investigadora especialista em iconografia Ana Paula Rebelo Correia. As visitas com guia em português estão disponíveis em Agosto, nos dias 19 e 29, e, em Setembro, no dia 10. Há também visitas em francês (dias 12 e 16 de Agosto, 3 e 16 de Setembro).

Estes passeios são um pequeno périplo entre o século XVII e o século XXI, à descoberta dos azulejos do palácio, onde inúmeras histórias se contam, como se conta também neste passeio a história do Palácio e do seu construtor, D. João de Mascarenhas, General das guerras de Restauração, homem culto, militar”, resume a fundação. 

PÚBLICO -
Foto
Nuno Ferreira Santos

“O Palácio Fronteira é um projecto pessoal e único, uma espécie de Gabinete de Curiosidades que integra arquitectura, jardins com as suas fontes, e um imaginário de esculturas, azulejos e embrechados, com inúmeras iconografias, mitológicas e alegóricas”, realça-se.

As inscrições são limitadas a 30 pessoas pelo que é aconselhada a marcação com antecedência ([email protected] ou Tel.: 217784599). O passeio custa 16€. 

Há mais passeios marcados, inclusive diurnos, durante o Verão: poderá consultar a agenda no site da fundação.