Combustível já esgotado em 463 postos

Segundo o site Já não Dá para Abastecer, ao final da manhã não havia gasóleo em quase 28% dos postos do país. Página oficial sobre o nível de stocks na rede de emergência está “em baixo”.

Foto
O limite máximo para o abastecimento de veículos ligeiros são 25 litros LUSA/LUÍS FORRA

De acordo com o site Já não Dá para Abastecer, ao final da manhã do primeiro dia da greve dos motoristas de matérias perigosas havia 463 postos de abastecimento sem qualquer tipo de combustível – 15,7% dos quase 3000 que compõem a rede no continente.

Na análise por tipo de produto, os dados disponíveis na plataforma revelam que em 592 das bombas se esgotou a gasolina e que o gasóleo acabou noutras 816.

Quanto ao GPL auto, terminou em 62 postos.

Nos postos da Prio, a única empresa que está a facultar dados ao site Já não Dá para Abastecer, 22 estão sem gasolina, 23 não têm gasóleo e em quatro acabou-se o GPL.

A Entidade Nacional para o Sector Energético (ENSE) também criou um site para monitorizar o estado do abastecimento na rede de postos de emergência, a REPA, mas esta plataforma está indisponível desde pelo menos o início da manhã.

Segundo a informação recolhida pelo PÚBLICO junto da ENSE, “está a decorrer uma actualização de software” e é por isso que o site está inoperacional, prevendo-se que esteja a funcionar “em breve”.