Ípsilon

Objectos (quase) obsoletos

Os galos do tempo, os meteorologistas das casas portuguesas nos anos 60, 70 e 80

Um inventor espalhou galos, e depois santas meteorológicas, pelas casas do país e arredores. Hoje são tanto artesanato nacional quanto souvenir para turista levar e português recordar. O “galito del tiempo” parecia estar a passar de moda, mas a sua fábrica voltou a ter “uma saída brutal”. Último texto da terceira série Objectos (quase) obsoletos, em que olhamos para o que foi substituído, eliminado ou transformado nas casas portuguesas nas últimas décadas.