Chequers: um refúgio para primeiros-ministros disfarçado de casa de campo

Doada “à nação” por um deputado, a casa de Buckinghamshire serve de retiro, residência de férias e bunker político a todos os líderes do Governo britânico desde a I Guerra. Foi ali que Churchill gravou muitos dos discursos de guerra, que Thatcher discutiu com Gorbatchov o início do fim da Guerra Fria e que Blair alimentou o espírito optimista da Cool Britannia.

Foto
Chequers é a residência de campo do primeiro-ministro do Reino Unido desde 1917 Getty Images

“Quanto melhor for a saúde dos nossos governantes, mais sensatamente irão governar, e o incentivo de terem dois dias por semana de ar puro das colinas e florestas de Chiltern irá, espera-se, beneficiar a nação e os seus líderes eleitos.” Esta frase inspirada consta do Chequers Estate Act, a lei que rege os termos da transmissão e usufruto de uma propriedade imponente, de dez assoalhadas, datada do século XVI e localizada no pacato condado de Buckinghamshire, que é, desde 1917, a “residência de campo do primeiro-ministro britânico”.