Banco de Portugal revoga licença à Orey Financial

Sociedade Comercial Orey Antunes anunciou em Abril a sua saída do sector financeiro.

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal
Foto
Carlos Costa, governador do Banco de Portugal Miguel Manso

O Banco de Portugal apresentou ao Banco Central Europeu um pedido de revogação da autorização da Orey Financial enquanto instituição financeira de crédito, anunciou o supervisor, este sábado, através de um comunicado.

“Em paralelo, o Banco de Portugal proibiu a Orey IFIC, nomeadamente, de assumir novas responsabilidades perante terceiros e de realizar pagamentos (excepto despesas correntes), salvo autorização do Banco de Portugal, visando assim a protecção dos direitos dos seus clientes e credores”, lê-se ainda. 

O BdP acrescenta que na tomada da decisão “teve em devida conta o facto de esta instituição não captar depósitos de cliente e não ter presença significativa no mercado”.

Na sexta-feira, e segundo o Jornal de Negócios, a Orey Financial tinha emitido um comunicado a afirmar que já tinha requerido ao BdP, em Maio, a renúncia à sua licença de instituição financeira de crédito. 

Em Abril, a Sociedade Comercial Orey Antunes, que enfrenta dificuldades, anunciou a sua saída do sector financeiro, tendo alienado a sua carteira de clientes em Espanha e denunciado os contratos que mantinha em Portugal.