Neste laboratório de ideias, há espaço para um bar e brunch de partilhas

O Unobvious Lab, na Rua das Janelas Verdes, em Lisboa, tem galeria de arte, coworking, loja de decoração e até oficina de scooters eléctricas. E prepara loja de vinhos. O espaço de união, aberto a todos, é o Con Gusto, por entre vinhos e cervejas, bowls e tapiocas.

Foto
Andreia Carvalho

Tiago Pereira nunca gostou do “óbvio” nem tão-pouco do “cliché”. E é por isso que quando entramos no seu novo espaço, aberto há cerca de um mês na Rua das Janelas Verdes, em Lisboa, vemos de tudo e mais alguma coisa (literalmente).

É que o Unobvious Lab — nome que surgiu deste repúdio pelo que é demasiado explícito ou esperado — é um bar, uma galeria de arte, um coworking (espaço de trabalho partilhado), uma loja de decoração, uma loja de vinhos, uma sala para eventos e a oficina das scooters eléctricas WYZE Mobility. 

De acordo com o proprietário, de 41 anos, este “é um lugar onde se vive criatividade e networking e que está sempre em movimento”. Pode parecer uma grande mistura, mas na realidade faz todo sentido — Tiago quer que as pessoas visitem o seu espaço “por quase todos os motivos possíveis”, criando argumentos para que elas “tenham pena de ir-se embora e fiquem com vontade de voltar”. 

PÚBLICO -
Andreia Carvalho
PÚBLICO -
Andreia Carvalho
Fotogaleria
Andreia Carvalho

Uma das âncoras daquilo que Tiago Pereira define como “laboratório de ideias”, é o serviço de bar e brunch Con Gusto. É aqui, nas mais variadas cadeiras e mesas que servem o loft e que podem ser adquiridas por qualquer cliente, que comemos “não demasiadamente saudável, mas a tender para o saudável”, diz o empreendedor.

O menu de comidas, concebido pela chef Camila Martins (sendo Nayara Ribeiro a chef executiva do local), apresenta “tendências que estão muito em voga”, revela Tiago, que faz questão de referir que o espaço “não é um restaurante”, ainda que tenha bastante oferta.

Há tostas de fiambre de peru e queijo (5€), abacate com ovo escalfado (7€), salmão fumado com requeijão (8,50€) e queijo de cabra, curgete e pesto de manjericão (7,50€). Há também tapioca de abacate (9€), de queijo, tomate cherry e pesto (9€) e de ovos mexidos com requeijão (9,50€). 

PÚBLICO -
Foto
Tiago Pereira: “É um lugar onde se vive criatividade e networking e que está sempre em movimento Andreia Carvalho

Para refeições mais leves, há saladas e sopas — couscous marroquino com ratatouille (9€), massa integral com pesto, curgete, tomate cherry e requeijão (10€) e gaspacho (4€), este último muito gabado por Tiago Pereira. 

E como o pequeno-almoço é a refeição mais importante, aqui serve-se o dia todo. Propõem-se bowls com frutas, granola caseira e mel (por 6€; ou com uma versão com iogurte por 5€)e ovos mexidos com torradas e um ingrediente à escolha (7€).

O Con Gusto, imbuído da dinâmica de partilha do espaço (de ideias, de veículos...), oferece ainda tapas para dividir. Tem pimentos padrón (6€), guacamole com nachos (7€) e uma tábua de queijos e enchidos (19€). ​​

Para terminar, uma sobremesa: tosta de manteiga de amendoim, banana e mel (6€), panqueca de aveia, banana e canela com mel ou calda de chocolate (6€), bolo de chocolate em glúten (3,50€) ou bolo do dia (3,50€).

Por esta altura, já deve estar com água na boca, mas espere, porque a carta de bebidas também é muito variada. “Temos dois produtores aqui representados: a Sogrape, que tem um portefólio gigantesco, não só próprio, mas com outros produtos que importa, desde todo o tipo de vinhos e espumantes e champanhes até gins, whiskies, tequila”, conta Tiago Pereira. A Quinta do Mondego está também representada: “Tem uns óptimos vinhos do Dão”, completa.  Há também cocktails, cervejas, sidras e smoothies, chás biológicos e refrigerantes. 

PÚBLICO -
Andreia Carvalho
PÚBLICO -
Fotogaleria
Andreia Carvalho

O Con Gusto, assim como os restantes conceitos do Unobvious Lab, nasceu a partir da WIZE Mobility — um novo serviço de scooters eléctricas partilhadas. A WIZE começou a materializar-se há cerca de um ano e hoje tem uma frota de 260 veículos que tem vindo a ser distribuída por vários pontos de Lisboa.

Apesar de ser o centro do projecto, a oficina não é a primeira coisa que vemos ao entrar no espaço. O que salta logo à vista é a exposição de quadros coloridos do artista brasileiro Eduardo Eloy, que criou uma colecção de dez peças intitulada Amar Portugal. Outra artista que ali expõe é Rueffa, já conhecida pela sua contribuição para a pop art — a artista plástica é a autora de duas obras: um quadro com Freddie Mercury e outro com Kim Kardashian, em fundo cor-de-rosa, com um colar real.

Além da galeria e da loja de decoração, há ainda um espaço de coworking com 12 lugares que podem ser alugados diariamente (12€), semanalmente (55€) ou mensalmente (150€) e ainda uma sala mais isolada, que pode servir os mais variados propósitos — desde reuniões ou conferências por Skype a jantares mais privados ou até para estar sozinho a ver televisão — e que pode ser alugado à hora (18€) ou ao dia (135€).

A loja de vinhos ainda está em processo de desenvolvimento, apesar de já ser possível comprar as garrafas que se encontram na carta de bebidas do Con Gusto.