Cuba de Leonardo Padura, Trotsky e finanças. As leituras de Mariana Mortágua

A transparência do tempo, de Leonardo Padura; uma biografia de Trotsky que pertencia ao autor, Isaac Deutscher, e que foi parar às mãos da deputada; e livros sobre banca, finança e crime económico são as escolhas da bloquista para o Verão.

Foto
Mariana Mortágua, deputada do BE Daniel Rocha

Gosta de ler em cafés, prefere ter um livro em papel nas mãos e talvez seja por gostar tanto do objecto em si que não tem pudores em sublinhá-lo, em imprimir-lhe as marcas do tempo e do próprio manuseamento. A deputada do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, admite que, como muita gente, usufrui da sensação de mergulhar num “bom romance”, que isso ajuda a desligar do universo de temas de economia que a absorve ao longo do ano, mas nem por isso deixará de levar páginas sobre finanças para ler nas férias.