A Herdade é o filme português indicado aos prémios Goya

O novo filme de Tiago Guedes terá estreia mundial no Festival de Veneza e chega às salas portuguesas a 19 de Setembro.

,Filme
Foto
A Herdade acompanha os altos e baixos de um latifúndio português ao longo do século XX DR

O filme A Herdade, de Tiago Guedes, é o candidato português a uma nomeação para os Goya, os prémios de cinema espanhóis, anunciou esta tarde a Academia Portuguesa de Cinema. A longa-metragem, que se estreia nos cinemas portugueses a 19 de Setembro, será candidata a uma nomeação para o Goya de melhor filme ibero-americano.

Produzido por Paulo Branco, o filme acompanha a “saga de uma família proprietária de um dos maiores latifúndios da Europa, na margem sul do rio Tejo, [...] fazendo o retrato da vida histórica, política, social e financeira de Portugal, dos anos 40, atravessando a revolução do 25 de Abril e até aos dias de hoje”, lê-se na sinopse.

Com argumento de Rui Cardoso Martins e Tiago Guedes, com a colaboração de Gilles Taurand, tem como protagonistas Albano Jerónimo, Sandra Faleiro, Miguel Borges, João Vicente, Ana Bustorff e Beatriz Brás, entre outros.

A estreia mundial de A Herdade está marcada para o Festival de Cinema de Veneza, que começa no dia 28, em Itália, no qual integra a competição oficial. Depois de Veneza, o filme terá em Setembro a sua estreia norte-americana no Festival de Cinema de Toronto.

A 24.ª edição dos Goya acontecerá a 25 de Janeiro em Málaga.

Além de nomear o candidato aos Goya, a Academia Portuguesa de Cinema escolherá ainda, até 10 de Setembro, o candidato português para o Óscar de melhor filme estrangeiro. Segundo a academia, entre todos os filmes com estreia comercial em Portugal entre Setembro de 2018 e Setembro deste ano, há quatro pré-seleccionados: A Herdade, de Tiago Guedes, Raiva, de Sérgio Tréfaut, Parque Mayer, de António-Pedro Vasconcelos, e Variações, de João Maia, que se estreia no próximo dia 22.

O júri da Academia Portuguesa de Cinema responsável por escolhas integra o actor Ivo Alexandre, o realizador João Marco, a actriz Lídia Franco, o produtor Mário Patrocínio e a directora de casting Patrícia Vasconcelos.

A 92.ª cerimónia dos Óscares está marcada para 9 de Fevereiro de 2020.