À segunda, Franky Zapata atravessou o Canal da Mancha a voar. Próximo desafio: carro voador

Inventor francês descolou de Sangatte, em França, às 8h16 e aterrou, cerca de 20 minutos depois, em Saint Margaret’s Bay, na Inglaterra.

canal inglês
Fotogaleria
epa/SEBASTIEN COURDJI
,canal inglês
Fotogaleria
epa/SEBASTIEN COURDJI
,canal inglês
Fotogaleria
epa/SEBASTIEN COURDJI
,canal inglês
Fotogaleria
epa/SEBASTIEN COURDJI
Fotogaleria
Reuters/JOHANNA GERON
canal inglês
Fotogaleria
Reuters/YVES HERMAN
canal inglês
Fotogaleria
epa/SEBASTIEN COURDJI

O inventor francês Franky Zapata conseguiu este domingo atravessar o canal da Mancha, em cerca de 20 minutos, com o seu flyboard, plataforma voadora que permite que uma pessoa seja impulsionada por cinco pequenos reactores numa mochila.

Apelidado de homem voador, Franky Zapata, de 40 anos, descolou na localidade francesa de Sangatte, no departamento de Pas-de-Calais, às 8h16 (7h16 em Lisboa), e aterrou, cerca de 20 minutos depois, em Saint Margaret’s Bay, na Inglaterra, atravessando assim os 35 quilómetros que separam ambas as costas.

Os 20 minutos que demorou a atravessar o Canal da Mancha incluíram uma paragem numa embarcação para reabastecer o depósito de combustível que alimenta os cinco pequenos reactores transportados na mochila.

Num entrevista à BFMTV, Zapata disse que o seu próximo desafio envolve um carro voador, mas que por enquanto está “cansado” e “quer férias”.

Em dez dias, esta foi a segunda tentativa do inventor francês para atravessar o canal da Mancha, já que da primeira vez, a 25 de Julho, falhou devido às ondas que sacudiram a plataforma onde deveria ligar uma mangueira para reabastecimento, tendo sido resgatado ileso por outra embarcação.

O objectivo inicial de Franky Zapata, que já foi também campeão mundial de jet ski, era conseguir este feito no mesmo dia em que se comemorava 110 anos da primeira travessia em avião no Canal da Mancha, protagonizada pelo francês Louis Blériot.

Após o fracasso, Zapata teve que voltar à sua oficina perto de Marselha, em França, para consertar o aparelho que sofreu danos na sequência da aterragem falhada.

Desportista de alta competição, natural de Marselha, Zapata foi campeão mundial e da Europa de jet ski (mota aquática) e, recentemente, desenvolveu o seu flyboard, com o apoio do Exército francês, que poderá usar a máquina em operações especiais em áreas urbanas.

A apresentação da invenção aconteceu em 14 de Julho, durante o tradicional desfile militar da Festa Nacional francesa, em que realizou um voo de demonstração na Praça da Concórdia, na Avenida dos Campos Elísios, onde aterrou junto ao Presidente francês, Emmanuel Macron.

A “máquina voadora” permite voar de pé a uma velocidade de até 190 quilómetros por hora, tem autonomia para cerca de dez minutos.

Sugerir correcção