Jenny Diski
leituras

De volta às noites quentes, as leituras de Agosto e Setembro

Muitas obras poderão animar as suas férias nos próximos dois meses. Damos-lhe conta de algumas: as conversas de Jenny Diski em viagem pela América; as peripécias lisboetas de Jorge Amado em tempos de censura; a nova obra de Malcolm Gladwell...

Quando Jenny Diski tinha pouco mais de 50 anos publicou Desconhecida num comboio-Viagens pela América, entre devaneios e cigarros, com interrupções. Nessa altura, a britânica confessava que não era grande viajante. “Viajo para ficar quieta. Quero estar a deslocar-me por espaços vazios, em circunstâncias em que nada de especial aconteça. Quando vou de férias, quero uma praia deserta e um horizonte desafogado. A última vez que viajei para uma praia assim, estava sentada numa esplanada quando o Poeta, o meu companheiro, pousou um copo de cerveja na mesa à nossa frente.