Ricardo Araújo Pereira. Do humor à liberdade de expressão (e vice-versa)

No último episódio desta temporada do podcast Quarenta e Cinco Graus fala-se sobre humor com Ricardo Araújo Pereira. O pretexto para a conversa foi o livro que o humorista publicou em 2016, A Doença, o Sofrimento e a Morte Entram num Bar, que define como “uma espécie de manual de escrita humorística”.

Começa-se por discutir a resposta a uma pergunta simples: por que rimos? O livro de Matthew Hurley, Daniel Dennett e Reginald Adams Jr., Inside Jokes, tenta dar uma explicação evolutiva para a nossa capacidade para achar graça e que vai muito ao encontro da visão que RAP expõe no seu livro. Para compreender este fenómeno do humor, o convidado e o anfitrião José Maria Pimentel falam também sobre as chamadas teorias do humor, que desde a antiguidade tentam explicar este fenómeno.

Discute-se também o número crescente de pessoas ferozmente criticadas, despedidas do trabalho ou mesmo processadas por mandar uma piada. Isto resulta do facto de o humor ser hoje visto, em alguns campos, como uma expressão de poder e um meio potencial de agressão. Fala-se ainda de liberdade de expressão e do papel do humor nas relações humanas e na sociedade como um todo. 

Este episódio é a primeira parte da conversa, gravada em dois dias diferentes. O podcast Quarenta e Cinco Graus regressa para uma nova temporada em Setembro com a segunda parte.

O podcast Quarenta e Cinco Graus faz parte da rede de podcasts associados do PÚBLICO, a par do Histórias de Portugal (Marco António e Lucy Pepper. Subscreva o programa Quarenta e Cinco Graus no iTunes, Spotify ou nas aplicações para podcasts. Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.