Homem que forçou companheira a prostituição detido pela PJ em Aveiro

Terá obrigado a companheira à prática da prostituição, apoderando-se de todos os rendimentos obtidos.

Polícia judiciária
Foto
Fábio Augusto/Arquivo

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve um homem de 49 anos suspeito de ter forçado a companheira à prática da prostituição, apoderando-se de todos os rendimentos por ela obtidos, informou esta segunda-feira aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ refere que o indivíduo está “fortemente” indiciado pela prática dos crimes de sequestro, lenocínio agravado e violência doméstica.

De acordo com a investigação, o suspeito terá forçado a companheira à prática da prostituição, por meio de “variadas ameaças e agressões físicas”, durante os vários anos em que durou a relação.

“Mais recentemente é também suspeito de ter mantido cativa a mesma companheira na habitação onde ambos residiam, tendo a investigação sido iniciada após a fuga e denúncia da mesma”, refere a mesma nota.

O indivíduo detido na sexta-feira, no cumprimento de mandados de detenção emitidos pelo Departamento de Investigação e Acção Penal de Aveiro, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido decretada a medida de coacção de proibição de aproximação e contactos com a vítima controlada por meios de vigilância electrónica.

Sugerir correcção