Estudo ambiental viabiliza novo aeroporto do Montijo

Ameaças para a avifauna e o ruído, com efeitos na saúde humana, são os principais impactes negativos. Os maiores riscos para a segurança são o perigo de colisão das aves com os aviões e os tanques de armazenamento de combustível.

,Aeroporto
Foto
Maqueta do projecto do futuro aeroporto, que o Governo quer ver a funcionar em 2022 DR

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) do futuro aeroporto do Montijo, colocado nesta segunda-feira em consulta pública pela Agencia Portuguesa do Ambiente (APA), viabiliza a construção da nova infra-estrutura nos terrenos da actual Base Aérea n.º 6 (BA6), assim como a posterior exploração, embora reconheça que, “como qualquer outro projecto desta dimensão, tem impactes significativos no Ambiente”.