Fotogaleria
A mais recente obra de Lenny Maughan Lenny Maughan/Facebook
Fotogaleria
Lenny Maughan/Facebook
Fotogaleria
Lenny Maughan/Facebook
Fotogaleria
Lenny Maughan/Facebook
Fotogaleria
Lenny Maughan/Facebook
Fotogaleria
Lenny Maughan/Facebook
Fotogaleria
Lenny Maughan/Facebook

Lenny não só corre, como desenha (seja a Frida Kahlo ou o Pac-Man)

Lenny Maughan, natural de São Francisco, cria arte com os pés através de uma aplicação de corrida: escolhe caminhos para fazer desenhos. De Frida Kahlo ao Pacman.

Encontrar inspiração artística é fácil, basta olhar com atenção. Foi com este pensamento que Lenny Maughan começou a criar arte enquanto praticava jogging, em São Francisco, na Califórnia. Nos últimos quatro anos, o atleta escolheu cuidadosamente os caminhos a percorrer, de modo a traçar ilustrações nos mapas da sua aplicação de corrida Strava.

Até agora, o americano já fez 53 desenhos, sendo o mais recente um detalhado retrato da artista Frida Kahlo, o que implicou uma corrida de mais de 46 quilómetros. O feito tornou-se entretanto viral no Reddit.

PÚBLICO -
Foto
Um gato foi uma das ilustrações realizadas por Lenny Maughan Lenny Maughan/MapMyRun

O atleta tem vindo a criar todos os tipos de formas nos seus percursos, desde simples esboços, como corações, até a designs mais complexos, como uma nave espacial, baseada nos filmes de Star Trek. O seu primeiro projecto — a “saudação vulcana" — foi inspirado pela morte de Leonard Nimoy, em 2015, que enquanto Spock imortalizou o gesto. “Eu apenas imprimi um mapa de papel e esbocei uma forma de uma mão ao longo da Market Street”, contou ao The Guardian.

Maughan  vive em São Francisco há mais de 20 anos e muitas das suas imagens têm alguma relação com a região. Já traçou a forma do estado de Califórnia, mas também o logótipo do , um gato, uma garrafa de cerveja, um copo de Martini, o Pac-Manentre outrosA veia criativa já vem de trás, como explicou ao periódico inglês: “Quando era criança, toda a gente dizia que seria um artista, pois estava sempre a desenhar.” Agora, deixa a sua marca com os pés: “Esta é uma forma de tornar as ruas minhas.”

PÚBLICO -
Foto
Lenny Maughan/Facebook

A arte de criar pénis nas ruas

Lenny não é o único a usar a aplicação de corrida para outros fins. Há pouco mais de três anos que Claire esboça desenhos de pénis pelas ruas. A corredora de 33 anos admitiu à Vice que tudo começou, por acaso, em 2015, no Dia de Acção de Graças, quando se perdeu em Kansas City, nos EUA, numa visita ao seu irmão. Quando finalmente encontrou o caminho de volta, abriu a app e reparou que o caminho que tinha feito lembrava os contornos de um pénis. Foi assim que nasceu a conta de Instagram @dick_run_claire.

Ciente do seu “hábito estranho”, Claire contou à revista americana que hoje gosta de “procurar rotas de corrida que formem um pénis”. Claro que adora correr ("é a minha forma favorita de me exercitar”), mas “desenhar um pénis gigante numa cidade é um bónus”.

Uma das rotas criadas por Claire

Uma das rotas criadas por Claire