Meghan Markle é a editora convidada da Vogue britânica

Na capa da edição de Setembro, a mais importante do ano, estão 15 mulheres, entre as quais, a activista Greta Thunberg e as actrizes Jane Fonda e Laverne Cox.

,Palácio de Kensington
Foto
Esta é a primeira edição do mês de Setembro a ter um editor convidado Pool New/ Reuters

A duquesa de Sussex, Meghan Markle, é a editora convidada da edição de Setembro da Vogue britânica, a mais importante do ano. A capa, divulgada este domingo nas redes sociais, espelha o seu tema principal — "forças de mudança" —, e contempla 15 mulheres com um impacto positivo no mundo, entre as quais, a activista Greta Thunberg, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, e as actrizes Jane Fonda, Salma Hayek e Laverne Cox. Markle deixou um espaço extra na capa: um rectângulo espelhado para que quem adquira a revista possa ver o seu reflexo. 

“Através desta lente, espero que possam sentir a força do colectivo na selecção diversa de mulheres que escolhi para a capa, assim como na escolha da equipa que chamei para nos ajudar a tornar este número uma realidade”, disse Meghan Markle, num comunicado citado pela revista People. Segundo a conta de Instagram oficial dos duques de Sussex, esta edição irá incluir ainda uma entrevista à antiga primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama, conduzida pela própria duquesa, e outra a Jane Goddall, realizada pelo príncipe Harry. 

Durante sete meses, Markle trabalhou em colaboração com o director da revista, Edward Enninful: uma experiência que considerou “recompensadora, educacional e inspiradora”. Citado pela BBCEnninful revelou que a duquesa optou por não se colocar na capa, por considerar que seria uma atitude “prepotente”.

Esta é a primeira edição do mês de Setembro a ter um editor convidado desde a fundação da revista, em 1916 (há 103 anos).