Sete ideias para sair esta semana

De Vila do Conde a Gaia e Santa Maria da Feira. De Sintra a Tróia ou ao Redondo. Artes, viagens no tempo, festas, ruas floridas e outras delícias.

Foto
DR

VILA DO CONDE
Das artes com afecto

De 27 de Julho a 11 de Agosto
Jardins da Avenida Júlio Graça

Em Vila do Conde, a tradição de Verão ainda é o que era. Aos 42 anos de vida, a Feira Nacional de Artesanato volta aos jardins da Avenida Júlio Graça com a genuinidade e autenticidade que fazem desta “a melhor e maior mostra das artes tradicionais portuguesas”, garantia da organização. Os 11 mil metros quadrados e as duas centenas de artesãos ali presentes, com representação dos saberes de Norte a Sul do país, são uma fiança de qualidade e dão créditos à visita per si. Mas há mais para descobrir: em destaque nesta edição estão a mestria do dedilhar, num encontro com mais de 200 artesãs de rendas de bilros, ex-líbris do artesanato da terra (a 4 de Agosto, Dia da Rendilheira) e o Encontro Nacional de Ceramistas, onde 50 artífices dos principais centros oleiros mostram a sua arte e técnicas. O programa passa ainda por música, dança, folclore e Jornadas Gastronómicas, “uma viagem pelos melhores sabores nacionais”.
Horário: segunda a quinta, das 17h às 24h; sexta e sábado, das 15h às 00h30; domingo, das 15h às 24h.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
DR

VILA NOVA DE GAIA
Mamma mia!

De 23 a 29 de Julho
Cais de Gaia

Uma verdadeira pizaria ao ar livre. O melhor da gastronomia transalpina está à prova no Cais de Gaia, cortesia do Festival Italiano. Na ementa, além das tradicionais pizzas em forno a lenha, há pastas, risotos, gelados artesanais e antipasti (ou entradas). A oferta não fica pela mesa: a cultura italiana é servida ainda em demonstrações com chefes de cozinha e mestres pizzaiolos, workshops, exposições de fotografia e vespas motorizadas, e música (entre os convidados estão os Anonima Nuvolari e o Collettivo Orkestrada Circus). Para domingo e segunda, às 12h30, estão agendados os campeonatos para saber quem faz a melhor pasta (fresca ou seca) e pizza em Portugal. O evento é organizado pela Associazione Sapori Italiani, em conjunto com a Câmara de Gaia.
Horário: todos os dias, das 12h às 23h.
Entrada livre

 

PÚBLICO -
Foto
DR

SANTA MARIA DA FEIRA
Tempos medievais

De 31 de Julho a 11 de Agosto
Centro histórico

Santa Maria da Feira volta a recuar no tempo, desta vez ao reinado de D. Fernando, O Belo Inconstante, rei de Portugal e do Algarve entre 1367 e 1383, data da sua morte. O monarca e a sua esposa, D. Leonor Teles, dão o cunho à 23.ª Viagem Medieval em Terra de Santa Maria. Num centro histórico vestido a rigor, entre 1600 performances e 22 áreas temáticas interactivas e expositivas, assiste-se, nas palavras da organização, à “maior recriação histórica da Europa”. A completar a experiência, além dos cavaleiros, donzelas, mercadores, artesãos e saltimbancos que por ali deambulam, há actividades como os banhos de São Jorge, a subida às ameias do castelo, o treino de escudeiros, o tiro com arco, a feira franca ou o souk. Ainda no capítulo das feiras medievais, destaque para outra grande “aula viva” de História: o Mercado Medieval de Óbidos, que assenta arraiais no burgo com o tema Fogo, Festa e Folgança.
Horário da Viagem Medieval: segunda a sexta, das 14h à 1h; sábado e domingo, das 12h à 1h. Programa completo aqui.
Bilhetes de 2,50€ a 4,50€ (dia) e 8€ (passe)
Horário do Mercado Medieval (Cerca do Castelo de Óbidos, até 4 de Agosto): quinta, das 17h às 24h; sexta, das 17h à 1h; sábado, das 11h à 1h; domingo, das 11h às 24h. Programa disponível aqui.
Bilhetes a 7€ (6€ para trajados à época); grátis até 11 anos

 

PÚBLICO -
Foto
"Gaia" de Luke Jerram DR

SINTRA
Sintra tem mais Aura

De 1 a 4 de Agosto

Video mapping, instalações audiovisuais interactivas, esculturas de luz e obras biomiméticas. Um enorme globo terrestre e um oceano habitado por animais de plástico. A quinta edição do Aura Sintra, inspirada na Arte da Luz e o Meio-Ambiente, vem com dez obras de arte, apresentadas num percurso luminoso que começa na Volta do Duche e termina junto à Quinta da Regaleira. Um dos destaques é Gaia, uma imagem da superfície terrestre em 3D, com sete metros de diâmetro, assinada pelo artista britânico Luke Jerram, conhecido pelos trabalhos em grande escala no espaço público e cujas obras integram a colecção do Metropolitam Museum of Art, em Nova Iorque, e a Wellcome Collection, em Londres. No lote de artistas convidados a espalhar a sua luz pela vila estão também nomes como Torsten Muhlbach, Alfred Kurz, Oskar & Gaspar, Grandpa's Lab, Matthieu Tercieux, Markus Jordan ou Kosuta. O festival acumula novidades no formato: no Aura Lounge são mostrados trabalhos de vídeo e áudio e projecções a 180 graus; o Aura Talks propõe o encontro com alguns dos artistas presentes (sábado, entre as 16h e as 19h).
Horário: quinta a domingo, das 21h às 24h.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
DR

ALPIARÇA E IDANHA-A-NOVA
Frescura às talhadas

De 26 a 28 de Julho
Parque de Merendas do Carril (Alpiarça) e Ladoeiro (Idanha)

“O melão e a melancia só se conhecem depois de abertos”. “Melão pede vinho de tostão, melancia pede água fria”. Os ditados populares são certeiros e valem a lembrança no que toca ao consumo dos frutos mais refrescantes da estação. Por estes dias, servem também dois festivais distintos. O décimo Festival do Melão, em Alpiarça, mostra o que de melhor se produz no concelho, num certame complementado com tasquinhas, concursos, animação infantil, música e uma caminhada de dez quilómetros pelos meloais (dia 28, às 9h30, 5€; inscrição prévia em [email protected]). Mais a norte, o 15.º Festival da Melancia do Ladoeiro serve toneladas do fruto que é marca registada, num cartaz talhado com provas, workshops, gastronomia, artesanato, música, demonstrações, jogos e concursos de escultura… em melancia.
Horários: sexta, das 19h às 2h; sábado e domingo, das 12h às 2h (Festival do Melão) e sexta, a partir das 18h; sábado e domingo, a partir das 11h (Festival da Melancia).
Entrada livre

 

PÚBLICO -
Foto
AC

REDONDO
Redondo florido

De 27 de Julho a 4 de Agosto

De dois em dois anos, milhares de flores feitas de papel colorido enfeitam as ruas da vila alentejana. A tradição, que remonta ao século XIX e inicialmente fazia parte das festas dedicadas à Nossa Senhora de ao Pé da Cruz, ganhou entretanto uma identidade própria, construída pelas mãos da comunidade e independente da celebração religiosa. Do chão às fachadas, com direito a tectos de papel, as Ruas Floridas trazem decorações a preceito, com a minúcia posta ao serviço da imaginação de cada um e à medida dos temas definidos pela vizinhança (entre eles, A Casa do Mickey, Abelha Maia, O Amor em Flor, A Selva Animada, Dia de Los Muertos, O Jardim das Fadas e Templo Chinês). A juntar à festa, há petiscos, produtos locais, oficinas, pesca desportiva e, a coroar o cartaz musical, o concerto de Anselmo Ralph e a Noite de Cante Alentejano (na Praça da República, dias 27, às 22h, e 29, às 21h30, respectivamente).
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
DR

TRÓIA
Escrito nas estrelas

Dias 2, 3, 23 e 24 de Agosto
Ruínas Romanas

Quatro noites, quatro sessões de histórias escritas nas estrelas, sobre os mitos e as lendas das constelações e dos planetas. A iniciativa Noite de Estrelas cruza a arqueologia com a astronomia e é dinamizada pelas Ruínas Romanas de Tróia, com o acompanhamento de um astrónomo da Sky4all. Esta é uma das propostas que integram o programa de animação de Verão do que em tempos foi o maior centro de produção de salgas de peixe do Império Romano, que se prolonga até final de Agosto com Wine & Music Sunset (todas as quartas, entre as 18h e as 19h20, 10€) e visitas guiadas (quartas e sábados, às 10h30, 7,50€).
Horário: às 21h30.
Bilhetes a 10€ (adultos) e 5€ (crianças dos cinco aos 12 anos).
Inscrições em [email protected]

 

PÚBLICO -
Foto
DR

EXTRA: Cinema
Tony

Jorge Pelicano aponta a câmara para António Antunes, o filho de Armadouro, Pampilhosa da Serra que emigrou para França e se tornou um dos músicos portugueses mais bem-sucedidos, sob o nome Tony Carreira. O documentário apanha Tony, aos 55 anos, num momento de dúvida, a contemplar se há-de pôr uma pausa na sua vida artística. Nos cinemas a partir de 25 de Julho. Mais em Cinecartaz.

 

Mais ideias para sair? Por aqui

Guia do Lazer: espectáculos, festas, feiras, artes e mais