Depois de sofrer AVC, Sharon Stone sentiu-se abandonada por Hollywood

A actriz de 61 anos, num evento dedicado à saúde cerebral das mulheres, falou sobre o acidente vascular cerebral que sofreu há quase 20 anos.

,Instinto básico
Foto
REUTERS/Mario Anzuoni

A Women's Brain Health Initiative, um evento dedicado à saúde cerebral das mulheres, juntou, em Los Angeles, Sharon Stone, Rumer Willis, Andie MacDowell e Jane Seymour. Stone, a oradora de honra, subiu ao púlpito para falar sobre como foi lidar com o acidente vascular cerebral (AVC) que sofreu há quase duas décadas.

“As pessoas trataram-me de uma forma brutalmente cruel”, desabafou a actriz de 61 anos, citada pela Variety. Lembrando que era uma das estrelas mais procuradas de Hollywood e que acabou por perder o seu lugar na indústria, traçou ainda uma comparação com a princesa Diana: “Éramos tão famosas — e ela morreu e eu tive um AVC.”

A actriz falou ainda sobre o cuidado médico que recebeu, apontando que os médicos do sexo masculino não acreditaram que estava verdadeiramente doente e tentaram executar operações invasivas sem primeiro lhe pedir permissão, segundo o The Hollywood Reporter. O que, hoje em dia, diz a actriz, a leva a preferir consultar médicas.