Reportagem

Na Madeira também se faz vinho tranquilo

Vários produtores estão empenhados em provar que no arquipélago também se pode fazer bom vinho de mesa e entre eles há três mulheres.

Fotogaleria
Diana Silva no topo de um tanque de aço, na Adega de São Vicente, onde é produzido o vinho Ilha, de sua autoria Ana Marques Maia
Fotogaleria
Diana Silva é uma produtora improvável Ana Marques Maia
Fotogaleria
A produtora de vinho conversa com um dos seus viticutores, em São Vicente Ana Marques Maia
Fotogaleria
No rés-do-chão da Adega de São Vicente, os vinhos amadurecem em tonéis de alumínio Ana Marques Maia
Fotogaleria
Diana Silva verifica o estado de maturação do vinho Ilha, que aguarda na Adega o momento do engarrafamento Ana Marques Maia

Há mulheres entre produtores de vinhos de mesa com denominação de origem Madeirense ou vinho regional Terras Madeirenses. Uma delas veio de Lisboa, escolheu a casta Tinta Negra, a mais abundante na ilha, vinificou um branco, um tinto e um rosé e chamou-lhe Ilha.